Hospitais abrem graduações e priorizam atividades práticas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Consolidados na oferta de pós-graduações, hospitais expandem sua atuação no ensino superior e incluem cursos de graduação no portfólio. As novas faculdades buscam inovar oferecendo atividades práticas e estágios desde os primeiros semestres e abrindo a possibilidade de empregar os egressos.

No Hospital Sírio-Libanês, além de garantir que o estudante tenha experiências de atuação no setor privado e público, os currículos das graduações vão incluir disciplinas de empreendedorismo, gestão e inovação para ampliar as opções de carreira dos estudantes, afirma o cardiologista Fernando Ganem, diretor-geral médico da instituição.

O hospital oferecerá cursos de enfermagem, fisioterapia, psicologia, nutrição e gestão hospitalar a partir do segundo semestre de 2023, além de medicina e biomedicina, ainda sem data para começar.

Hoje, o Sírio tem extensão, especialização, mestrado e doutorado, modalidades que receberam 40 mil alunos em 2021, e mantém programas de residência médica e multiprofissional. A experiência e o amadurecimento destas frentes motivaram a instituição a investir mais em educação, diz o diretor-geral.

"Nossa ambição é formar profissionais muito capacitados, que possam atender aos nossos serviços e levar o aprendizado daqui para o resto do país", afirma Ganem.

A instituição já foi aprovada pelo Ministério da Educação para ofertar os cursos e aguarda publicação no Diário Oficial para preparar e divulgar o edital do vestibular.

Na Faculdade de Educação em Ciências da Saúde do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, os alunos têm contato com a rotina hospitalar desde o começo do curso, sendo metade dele composto por atividades práticas, afirma a professora Elaine Emi Ito, coordenadora de educação acadêmica.

"A diretriz curricular da enfermagem prevê o estágio e as aulas práticas somente no último ano da graduação, então as faculdades que promovem cursos, atividades práticas e estágios antes têm um grande diferencial."

A instituição oferece bacharelado em enfermagem e os tecnólogos em radiologia e gestão hospitalar.

Uma novidade na grade de enfermagem é o programa Conexão Brasil-Alemanha, parceria do Oswaldo Cruz com a empresa alemã MedConnection, que abre a possibilidade de intercâmbio e construção de carreira no país europeu.

Os estudantes interessados terão aulas de alemão a partir do segundo semestre da graduação, com custo à parte (em 2023, a mensalidade regular do curso custará R$ 2.500).

O vestibular segue aberto até o preenchimento das vagas e a taxa de inscrição é de R$ 30. O início das aulas está previsto para 1º de fevereiro.

O processo é composto por prova agendada, redação --etapas que podem ser substituídas pela nota do Enem-- e entrevista para avaliar habilidades socioemocionais, como comunicação e capacidade de trabalhar em equipe.

"Na conversa, a gente esclarece questões que fazem parte da formação. O enfermeiro é um educador, precisa ter boa comunicação e saber trabalhar em grupo", diz Ito.

No Rio de Janeiro, egressos da Faculdade Idor (Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino) podem atuar em 70 hospitais da Rede D'Or distribuídos pelo Brasil, mas também desenvolver carreira acadêmica no instituto, que oferece especializações, mestrado e doutorado, diz a médica Rosa Vianna, coordenadora de graduação.

"Queremos que o aluno seja um eterno estudante. Temos residência multiprofissional, doutorado e estamos abrindo programas de mestrado e iniciação científica. Há muitas oportunidades durante e depois do curso, oferecidas pelo Idor e pela Rede D'Or."

A instituição tem graduação em enfermagem e radiologia, e terá psicologia a partir do segundo semestre do ano que vem. As aulas de enfermagem usam metodologias ativas, principalmente aprendizagem baseada em equipes, que visa dar protagonismo aos estudantes.

A partir do segundo ano, os alunos desenvolvem atividades práticas e estágios dentro dos hospitais da rede, com foco em assistência e gestão.

O vestibular do Idor tem inscrições abertas até 21 de novembro --é possível aproveitar a nota do Enem e há descontos na mensalidade dos cursos para funcionários da Rede D'Or. A taxa de inscrição é de R$ 80 e a prova será em 27 de novembro.

Há também cursos de enfermagem, medicina, fisioterapia, engenharia biomédica e odontologia na Faculdade Israelita de Ciências da Saúde do Albert Einstein, do hospital de mesmo nome. As inscrições para o vestibular de 2023 estão encerradas.