Hospital de Campanha do Anhembi já acumula seis mortes por coronavírus

CLAUDINEI QUEIROZ

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pelo segundo dia consecutivo, o Hospital de Campanha do Anhembi (zona norte de São Paulo) registrou a morte de dois pacientes em suas instalações. Nesta quarta-feira (29), a Secretaria Municipal de Saúde informou o óbito de um homem de 57 anos e um outro de 80 anos, ambos com histórico de comorbidades.

A primeira morte ocorreu no dia 19 deste mês, a segunda, três dias depois.Na última terça (28), outros dois vieram a óbito. No total, já são sete mortes nos hospitais de campanha instalados na capital, sendo seis no Anhembi e uma no Pacaembu.

Nesta quarta, o hospital do Anhembi teve 413 pacientes internados, sendo 397 em enfermaria e 16 em leitos de estabilização. Além disso, houve 54 altas e 13 transferências para hospitais.

No estádio do Pacaembu, zona oeste de São Paulo, outro hospital de campanha com as mesmas características, registra 145 pessoas internadas. O local tem uma morte registrada, ocorrida no dia 12 deste mês.

Até esta quarta-feira, 666 pessoas receberam alta após passarem por atendimento nos hospitais de campanha.

No próximo dia 1º de maio, será inaugurado o terceiro hospital de campanha na cidade, segundo o governo do estado, gestão João Doria. A estrutura será instalada no complexo esportivo do Ibirapuera, na zona sul.