Hostel no Pantanal? Na casa de José Leôncio, sempre cabe mais um: veja todos os detalhes do local

Em “Pantanal”, cada dia chega mais um hóspede para José Leôncio (Marcos Palmeira). Se no começo da trama o casarão era frequentado pelo peão, seus funcionários, Filó (Dira Paes) e Tadeu (José Loreto), agora está abarrotado de gente... Parece até um hostel! É Jove (Jesuita Barbosa), Juma (Alanis Guillen), Muda (Bella Campos), Irma (Camila Morgado), Mariana (Selma Egrei), Zaquieu (Silvero Pereira) e até jornalista... E, em breve, Zefa (Paula Barbosa), além de Maria Bruaca (Isabel Teixeira) — alerta de spoiler! —, que deixarão a casa de Tenório (Murilo Benício) para ficar na residência do vizinho. Quem assiste à novela deve até se perguntar onde eles dormem. Será que tem cama para todo mundo ou o pessoal tem que dar um jeito dormindo no chão?

— A casa do Zé Leôncio é igual a coração de mãe (risos)! Não tenho ideia de quantas camas ou quartos, mas são muitos! Sem contar as redes… Sei que cabe muita gente! — brinca o ator José Loreto.

Fazenda de 8 mil hectares

A fazenda de José Leôncio é a mesma em que foi gravada a primeira versão da novela e fica na região da Nhecolândia, no município de Aquidauana, a 250 quilômetros de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. O local, com 8 mil hectares, além do casarão, tem lagos, rios e belas paisagens. A parte de dentro da casa, porém, foi construída no MG4, as locações mais modernas dos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. A equipe da produção explica como é tim-tim por tim-tim.

— Lá no Pantanal não gravamos nada dentro da casa, só fora, e no galpão dos peões, que é uma parte da propriedade. No estúdio, foi construída a parte interna da fazenda do José Leôncio, que não tem nada a ver com a original. Temos que fazer tudo com mais espaços abertos, pensar muito no direcionamento das câmeras, nas cenas. Não é como construir uma casa arquitetonicamente — explica a produtora de arte da novela, Mirica Vianna.

Onde cabe um cabem dois

Em “Pantanal”, a casa de José Leôncio tem dois andares. No primeiro, há a sala, a cozinha, áreas comuns e o quarto de Filó, com duas camas — numa delas, quem estava dormindo era Muda, que após o casamento deixa o pouso para Zefa.

Na cozinha, a mesa tem oito lugares. Já em cima, são cinco quartos, com o total de seis camas distribuídas entres eles, que hospedam os moradores e os diversos visitantes e agregados que sempre estão pela mansão. No estúdio, além do primeiro andar, os cômodos de Filó, José Leôncio e Jove são fixos. Os demais são montados e desmontados conforme as gravações.

— No segundo andar, tem pelo menos umas oito janelas. Todos esses quartos estão de fato dentro da arquitetura do lugar. No quarto de Zé Leôncio tem uma cama de casal em que ele dorme com Filó. No de Jove, tem uma de viúvo em que ele fica com Juma quando não estão na tapera, além de um berço. Próximo à cozinha e ao pátio interno da casa, o quarto de Filó, em que Tadeu dormia quando era pequeno, tem uma cama de viúva e uma de solteiro. Depois ainda vai ter outra quando Maria Bruaca for morar com eles — detalha Liane Espírito Santo, que faz parte da equipe de cenografia da novela das nove.

A mágica nos bastidores

Já os quartos em que ficam Irma e Mariana, Zaquieu e a jornalista Erica (Marcela Fetter) são separados na trama, mas trata-se de um só nos bastidores. Ele é transformado de acordo com as cenas.

— É uma mesma caixa de cenário em que a cenografia muda. A parte interna é sempre mexida. Eles botam um armário de um tipo em um, de outro tipo no outro. O quarto da Irma, por exemplo, tem a cama dela e da Mariana. Já os quartos da Erica e o do Zaquieu tem uma cama de casal em cada um — elenca Mirica.

A equipe de cenografia dá mais detalhes de como a mágica de transformar um quarto no outro funciona na prática.

— Usamos uma coisa que chama mutação. Temos mais ou menos as mesmas peças e a gente muda de um dia para o outro. Primeiro, a gente monta a estrutura com as paredes, os tetos e as janelas. Também repintamos e fazemos todos os acabamentos. Depois, fazemos o dressing, que é como chamamos a colocação do mobiliário, de luminárias, tapetes, cortinas — diz Liane, completando: — Durante o tempo em que a gente está fazendo essa parte, o pessoal da fotografia já está instalando os refletores e os outros equipamentos de iluminação. Depois que entregamos tudo, a produção de arte faz as camas, coloca os objetos pessoais, enfeites...

Organização na ficção e na vida real

E assim como Filó deve ter muito trabalho para manter toda a casa em ordem, a equipe de produção de arte da novela está sempre correndo para tudo ficar nos trinques.

— A gente troca frequentemente lençóis, cobertores, mantas. Mandamos lavar para estar sempre tudo limpinho e arrumadinho para eles — afirma Mirica.

Liane, da cenografia, ressalta:

— Tentamos manter o Pantanal em todos os objetos. As mantas, por exemplo, têm a cara de como o pessoal daquela região utiliza. Sempre deixamos tudo com jeito de rústico, mas sem ser de época.

O galpão dos peões

Os peões também moram na fazenda, num galpão perto do casarão. As cenas que mostram o lado de fora foram gravadas no Pantanal, mas a parte de dentro também é um cenário fixo nos Estúdios Globo. Nesse local, dormem atualmente Tadeu, José Lucas (Irandhir Santos), Trindade (Gabriel Sater), Tibério (Guito) e João Zoinho (Thommy Schiavo). Mais adiante, Alcides (Juliano Cazarré) também passará as noites lá, quando for contratado por José Leôncio.

— Lá tem quatro camas e duas redes. Seis acomodações ao todo, portanto. Tadeu, por exemplo, dorme no galpão por escolha. Prefere ficar com os peões o tempo todo. A cenografia também colocou uma mesa grande, onde eles almoçam, e uma cozinha que usam bem pouco. Às vezes, para esquentar um café, fazer um lanche... Quem sempre faz a comida deles é a Filó na casa grande e leva para lá — conta Mirica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos