TV norte-coreana transmite imagens inéditas da viagem de Kim para a China

Seul, 30 mar (EFE).- A televisão da Coreia do Norte dedicou uma ampla cobertura para a visita do líder Kim Jong-un a Pequim, com um programa especial que mostrava o interior do misterioso trem blindado onde viajou e imagens da sua reunião com o presidente da China, Xi Jinping.

O programa, emitido na quinta-feira e de aproximadamente 40 minutos de duração, dá detalhes que até agora não haviam sido vistos da visita secreta de Kim à China nesta semana, que marcou a primeira viagem para o exterior do líder do fechado regime e o seu primeiro encontro com um governante estrangeiro.

As imagens foram captadas por uma equipe da Central Coreana de Televisão (KCTV) que viajou com o líder, da mesma forma que uma amplia delegação diplomática e de segurança, a bordo do trem blindado que chegou na China no último domingo e retornou para a Coreia do Norte na quarta-feira.

O programa mostra Kim - acompanhado o tempo todo pela sua esposa Ri sol-ju - participando de encontros com emissários chineses no interior do trem, em uma sala de reuniões renovada, mobiliada com uma mesa de escritório e sofás rosas.

O líder norte-coreano viajou para a China no mesmo trem particular que seu pai, Kim Jong-il, usou em suas viagens ao exterior, e que estaria composto por 90 vagões blindados e equipados com várias salas de reuniões e conexões via satélite, segundo os veículos de imprensa sul-coreanos.

O trem, que desencadeou rumores da secreta presença de kim em Pequim, só pode viajar a cerca de 60km/h devido à sua grande tonelagem, e estaria também equipado com comodidades ao gosto do líder norte-coreano, que até agora o tinha utilizado para viagens dentro do país.

A maior parte da edição especial da "KCTV" é dedicada ao encontro com Xi e aos atos em que os dois líderes participaram juntos, incluindo uma visita ao interior da Cidade Proibida de Pequim, o Templo do Céu e a Academia Chinesa de Ciências.

Os dois líderes aparecem especialmente sorridentes e conversando de forma descontraída durante um banquete, que projetou imagens de antigas cúpulas entre os líderes de Pyongyang e Pequim.

Nessas imagens de arquivo mostravam os encontros entre o líder revolucionário chinês Mao Zedong e o avô do atual ditador norte-coreano e fundador do país, Kim Il-sung, em 1958, ou entre seu sucessor, Kim Jong-il, e o ex-presidente da China Jiang Zemin, em 2000.

A reunião entre Xi e Kim aconteceu por surpresa e antes da cúpula prevista entre o marechal norte-coreano e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, na fronteira intercoreana, marcada para o próximo dia 27 de abril, assim como um encontro com o presidente americano, Donald Trump, que deve acontecer em maio, em um local ainda não determinado. EFE