Hungria quis 'mostrar apoio', não sugerir interferência na eleição do Brasil, diz ministério

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirmou nesta quinta (28) que o chanceler da Hungria, Péter Szijjártó, quis "prestar apoio público" à gestão de Jair Bolsonaro (PL) e que sua oferta de ajuda para a reeleição do presidente não ocorreu no sentido de interferir "no processo eleitoral brasileiro".

Nesta quarta (27), a Folha de S.Paulo revelou que Szijjártó, em reunião com a ministra Cristiane Britto, em Londres, no início de julho, ofereceu ajuda para a reeleição de Bolsonaro. Segundo relato da reunião, registrado em documento interno pela própria ministra, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comércio do país europeu afirmou ter solicitado o encontro porque os países compartilham a mesma visão sobre família.

"Em segundo lugar, devido ao interesse em saber mais do cenário eleitoral. Ele questionou se haveria algo que o governo húngaro poderia fazer para ajudar na reeleição do presidente Bolsonaro", escreveu ela.

Procurada antes da publicação da reportagem, a pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos não respondeu aos questionamentos feitos pela Folha. Nesta quinta, o ministério divulgou a nota, na qual diz que Cristiane "manteve diálogo republicano e cordial com o ministro húngaro Peter Szijjarto".

"A interpretação de uma mensagem de apoio e simpatia entre autoridades proferida em reunião pública e oficial como uma tentativa de interferência no processo eleitoral brasileiro extrapola todos os limites da razoabilidade", afirma o comunicado. "A ministra e toda a comitiva entenderam que o posicionamento do representante húngaro ocorreu em demonstração de apreço, no sentido de prestar apoio público a esta gestão, e nunca de interferência daquele país no processo eleitoral brasileiro."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos