Huthis do Iêmen reivindicam ataque com drone ao aeroporto saudita

·1 minuto de leitura
Tanque das forças pró-governo iemenitas na base militar de Nehm, na província de Sanaa, em 7 de abril de 2016

Os rebeldes huthis do Iêmen assumiram nesta quarta-feira(10)a responsabilidade por um ataque sem vítimas ao aeroporto de Abha, no sul da Arábia Saudita.

Quatro drones "alvejaram as áreas onde aviões militares estão estacionados no aeroporto de Abha, usado para fins militares para atingir o povo do Iêmen", disse o porta-voz militar rebelde em sua conta no Twitter.

Pouco antes, a televisão estatal saudita reportou "um ataque covarde da milícia Huthi ao Aeroporto Internacional de Adha", no qual "um avião civil" havia queimado.

"O incêndio de um avião de passageiros devido ao ataque huthi no aeroporto de Abha está sob controle", acrescentou este meio de comunicação.

A televisão citou como fonte a coalizão liderada pelos sauditas em apoio ao governo do Iêmen desde 2015.

Este aeroporto já foi alvo de rebeldes em várias ocasiões.

Os huthis parecem ter intensificado os ataques à Arábia Saudita e às forças apoiadas por Riad no Iêmen, depois que o governo dos Estados Unidos anunciou na sexta-feira a retirada dos rebeldes da lista de grupos terroristas.

bur-sy/ac/mh/elm/zm/bl/mb/jc