Hypera pede à Anvisa liberação de remédio à base de cannabis

·1 min de leitura
Cannabis
Até o momento, a Anvisa aprovou oito medicamentos de farmacêuticas que apostam nos benefícios da cannabis

(Getty Images)

  • Hypera protocolou na Anvisa um pedido de registro de remédio à base de cannabis

  • Trata-se de um fitoterápico com concentração de THC acima de 0,2%

  • Esta é a primeira vez que a farmacêutica aposta na planta

A farmacêutica brasileira Hypera protocolou na Anvisa, nesta quarta-feira (1), um pedido de registro para um remédio feito à base de cannabis. Esta é a primeira vez que a empresa faz um movimento no mercado que tem crescido em países desenvolvidos.

Leia também:

As informações foram divulgadas pelo Brazil Journal e apontam que o medicamento é um fitoterápico com concentração de THC acima de 0,2%. O pedido foi feito por meio da Cosmed, uma subsidiária da Hypera.

Até o momento, a Anvisa aprovou oito medicamentos de farmacêuticas que apostam nos benefícios da cannabis. No entanto, o protocolado ontem é diferente dos demais, já que trata- se de um fitoterápico, enquanto os outros são fitofármacos. Enquanto este último isola apenas o CBD, misturado para criar o remédio, o fitoterápico amassa a planta e a dilui, de forma a manter todas as substâncias, incluindo o THC, responsável pelos efeitos alucinógenos.

De acordo com o portal, o movimento da Hypera é significativo, já que esta é uma das raras vezes em que uma farmacêutica tradicional investe na cannabis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos