Hypermarcas foca em fármacos e vai evitar novas aquisições

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia farmacêutica Hypermarcas vai se concentrar em ganhos de rentabilidade com a venda de sua divisão de cosméticos e não tem o objetivo de fazer novas aquisições no curto prazo, afirmou o presidente-executivo, Claudio Bergamo, em teleconferência com analistas. "A companhia agora passa a ser uma com caixa líquido. A primeira coisa vai ser continuar a investindo nos negócios remanescentes. No curto prazo nosso objetivo é usar os recursos (da venda da divisão de cosméticos) para redução do endividamento. Não está em perspectiva no curto prazo nenhum tipo de aquisição", afirmou o executivo. Segundo Bergamo, a Hypermarcas poderá considerar mais adiante fazer recompra de ações ou distribuir dividendos aos acionistas. (Por Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos