iFood quer 30% de negros na liderança até 2023 e 50% mulheres

·1 minuto de leitura
  • Gigante do delivery quer ampliar participação de mulheres e negros na empresa.

  • Inclusão deve se estender a cargos de alta liderança.

  • Empresa destacou importância da diversidade em sua estratégia.

O iFood, gigante brasileira no setor de entrega de comida por aplicativos de celular, anunciou novas metas para sua estratégia de diversidade na empresa.

Leia também:

O objetivo é aumentar a participação de mulheres e pessoas negras na empresa, inclusive em postos de liderança e de alta liderança.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Estudos apontam que ambientes mais diversos, da perspectiva social, de gênero e de raça, tendem a ser positivos para os negócios, pois trazem mais criatividade, variedade de pensamento e de repertório.

Segundo o iFood, a meta é ter mulheres em metade dos cargos de liderança até 2023 (hoje são 37%), e 35% nos cargos de alta liderança (26% atualmente). Pessoas negras devem ocupar pelo menos 35% dos postos de liderança (19% atualmente) e 40% no total de vagas (29% hoje).

As informações são de reportagem do portal UOL.

"Inclusão significa escutar, respeitar e empoderar, sem distinção. Assim, estamos trabalhando para estimular o futuro do nosso país, contribuindo para corrigir dívidas históricas, levando oportunidades de formação a quem mais precisa, para tornar o mundo mais justo e próspero para todas as pessoas", disse ao UOL afirmou Gustavo Vitti, vice-presidente de pessoas e soluções sustentáveis do iFood.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube