Iabas anuncia suspensão de operação do Hospital estadual Adão Pereira Nunes por falta de pagamento

RIO - O Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (IABAS) divulgou uma nota, nesta quarta-feira, em que anuncia a suspensão da operação do Hospital estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com o informe, a orientação para que a medida fosse tomada partiu do corpo clínico da unidade. Assim, não serão aceitos novos pacientes. Casos emergenciais serão recebidos, mas encaminhados para outros hospitais. O Iabas frisa que "será mantido apenas o cuidado atento e rigoroso às 228 pessoas que seguem internadas".

O instituto alega que a suspensão da operação do Adão Pereira Nunes acontece pela falta de pagamento por parte da Secretaria estadual de Saúde. O Iabas afirma que a pasta deve R$ 37.737.965,69 - verba, segundo a nota, referente apenas à "gestão mensal do hospital, além dos recursos para os investimentos já realizados".

Na nota, o instituto cita que "manteve o funcionamento do hospital desde o dia 22 de maio, quando venceu o contrato de gestão da unidade". E acusa a Secretaria de Saúde de até o momento não ter tomado "uma decisão sobre o que fazer com a administração do hospital".

O Iabas afirma que a pasta "foi informada por meio de quinze ofícios que a situação não poderia perdurar". E conclui dizendo que acatará a decisão do corpo clínico do hospital "para não oferecer um atendimento precário e causar danos irreparáveis à comunidade".

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.