IBGE abre seleção para contratar 208 mil recenseadores e agentes para o Censo 2020

Ana Clara Veloso
Os 180 mil recenseadores contratados pelo IBGE terão remuneração por produção

RIO - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abre, nesta quinta-feira, as inscrições de dois processos seletivos simplificados que vão contratar 180.557 recenseadores e 28.138 agentes censitários para o Censo Demográfico 2020. O cadastramento dos interessados poderá ser feito das 10h desta quinta-feira até as 23h59 do dia 24 de março (horário oficial de Brasília/DF). As seleções estão a cargo do Cebraspe.

Para recenseadores

As inscrições dos interessados em uma vaga de recenseador têm taxa de participação de R$ 23,61. O edital pode ser consultado no endereço eletrônico.

Para participar desse processo seletivo, é preciso ter ensino fundamental completo. A previsão de duração do contrato será de até três meses, podendo ser postergado. Mas o IBGE esclarece que os contratos terão vigência de 30 dias, sendo sucessivamente prorrogados em caso de necessidade e disponibilidade financeira.

A remuneração oferecida aos recenseadores será por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo recenseador, considerando o total de unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), o tipo de questionário (básico ou amostra), as pessoas entrevistadas e o registro no controle da coleta de dados.

Segundo o IBGE, o candidato poderá simular valores de remuneração por meio de link disponível no site. A jornada será de, no mínimo, 25 horas semanais.

Os recenseadores selecionados vão coletar as informações do Censo Demográfico 2020 em todos os domicílios do setor censitário para os quais forem designados, registrando-as num dispositivo móvel de coleta, de acordo com as instruções recebidas e dentro do prazo para comparecer ao posto de coleta.

Será preciso cumprir os índices de produtividade mensais estabelecidos, participar de treinamentos e se comprometer com o sigilo das informações. Ao fim do contrato, todos os materiais recebidos para o trabalho deverão ser devolvidos.

Para agentes censitários

Segundo o IBGE ainda serão contratados 5.462 pessoas para a função de agente censitário municipal e 22.676 vagas para a atividade de agente censitário supervisor. Nos dois casos, exige-se ensino médio completo. As remunerações oferecidas são de R$ 2.100 e R$ 1.700, respectivamente, para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais (oito horas diárias).

A taxa de inscrição neste processo seletivo simplificado é de R$ 35,80. O edital pode ser consultado no endereço eletrônico.

Neste caso, a previsão de duração do contrato será de até cinco meses, podendo ser prorrogado. Mas o IBGE esclarece que os contratos terão vigência de 30 dias, sendo sucessivamente prorrogados em caso de necessidade e disponibilidade financeira.

Os agentes censitários municipais vão acompanhar as atividades da coleta de dados, garantindo a cobertura da área territorial, o cumprimento dos prazos e a qualidade das informações coletadas. Caberá a eles acompanhar o agente censitário supervisor no início da coleta da pesquisa urbanística do entorno de domicílios; acompanhar o andamento da coleta de dados, por meio dos relatórios; e adotar as providências cabíveis, com vistas ao bom andamento dos trabalhos, à total cobertura da área territorial, ao cumprimento dos prazos e à qualidade.

Eles ainda vão coordenar as atividades censitárias sob sua responsabilidade, orientando os trabalhos das equipes de campo de sua área de atuação.

Os agentes censitários supervisores vão acompanhar os recenseadores em campo para ajudar a identificação dos limites dos setores censitários e percursos; monitorar a produtividade dos recenseadores; auxiliá-los na solução dos casos de recusa ou resistência da população em relação ao censo; e colaborar na organização e na administração do posto de coleta de dados.

Deverão ainda assegurar que sejam feitas as transmissões e as atualizações dos dispositivos móveis de coleta dos recenseadores na frequência recomendada no treinamento e operar o sistema administrativo existente no posto. Vão também inserir dados e emitir relatórios nos sistemas informatizados.

O coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Taranto Malheiros, explica as funções atribuídas:- O agente censitário municipal é nosso representante no município, responsável pela gestão do processo de coleta e pela equipe de supervisores. É papel do supervisor, por sua vez, acompanhar o recenseador para garantir a cobertura e qualidade da pesquisa, ou seja, garantir que os recenseadores foram a todos os domicílios do país e que seguiram o questionário. As duas são funções para as quais os candidatos precisam ter nível médio completo. O processo seletivo para esses postos será o mesmo e os primeiros colocados serão alocados como agentes censitários municipais, que são chefes dos supervisores e recebem uma remuneração maior.

Malheiros acrescenta que a previsão de contratação dos agentes censitários é em 15 de junho: eles entram um pouco antes do início da operação, para também treinar os recenseadores e devem ficar com o IBGE por cinco meses.- O recenseador é o responsável por fazer a coleta de fato. O nível de escolaridade exigido é de ensino fundamental e a previsão de contratação é no mês de julho, pois participam de um treinamento para início da operação em agosto. A previsão do prazo de contrato é de três meses - esclareceu o coordenador.