Ibovespa tomba com NY e bancos e tem maior sequência de baixas em 6 anos

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira caiu para o menor patamar desde janeiro nesta terça-feira, acumulando a maior sequência negativa desde 2016, diante de novo tombo em Wall Street com manutenção de temores por desaceleração econômica global, em meio à inflação elevada e avanço da Covid-19 na China.

A queda de bancos após reação negativa ao balanço do Santander Brasil, que abriu a temporada de resultados para o setor, pressionou adicionalmente o índice. PetroRio foi a principal contribuição positiva.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 2,09%, a 108.369,05 pontos, o que seria o menor nível de fechamento desde 24 de janeiro. A última vez que o índice havia acumulado sete quedas consecutivas foi entre 13 e 23 de maio de 2016. O volume financeiro da sessão foi de 25 bilhões de reais.

(Por André Romani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos