IBP diz que novas regras para leilões do pré-sal prejudicam livre competição

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O decreto publicado nesta quarta-feira pelo governo federal que regulamenta o direito de preferência da Petrobras na operação de áreas do pré-sal gera incertezas, afeta a atração de investimentos e prejudica a livre competição, na avaliação do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP).

Em nota, a entidade, que representa as petroleiras no Brasil, reprovou a medida do governo que incluiu um dispositivo que permite que a empresa desista de áreas do pré-sal ainda durante leilões, nas disputas onde a petroleira exerceu o seu direito de preferência para ser a operadora.

(Por Marta Nogueira)