Idolatria por Juninho mantém força entre jovens da base do Vasco


Autor do inesquecível "gol monumental" contra o River Plate, Juninho Pernambucano encerrou a carreira como um dos maiores ídolos da história do Vasco. Entre os jogadores da base, a idolatria pelo antigo camisa 8 alimenta sonhos de jovens jogadores repetirem a trajetória vitoriosa. Em transmissão no YouTube promovida pelo Cruz-Maltino,na última quinta-feira, Andrey, Caio Lopes e Rodrigo, três crias da casa citaram o "Reizinho" como grande referência no futebol.

Mais velho do trio e já um dos destaques do atual elenco profissional, Andrey tinha meses de vida quando o Vasco conquistava a América no ano do centenário. A reprise da partida contra o Barcelona (EQU), pela Tv Globo, no último domingo, aumentou ainda mais a admiração do volante de 22 anos.

– Vi a reprise da final de 1998 e se já gostava do Juninho, a minha admiração aumentou ainda mais. Ele deu duas assistências na final da Libertadores, jogando fora. Foi ídolo do Vasco e mostrava o carinho pelo clube, por vestir essa camisa por onde passava. Ele também fez história na Europa então é um exemplo de todos os garotos da base. Lembro do primeiro gol da volta dele contra o Corinthians de falta. Sou muito fã mesmo e tento ver os videos dele para me desenvolver dentro de campo – disse Andrey.

Os companheiros de clube, que nem sequer eram nascidos em 1998, compartilharam da opinião. Camisa 10 e destaque do time vice-campeão da Copinha em 2019, Caio Lopes se espelha no pernambucano e outros nomes do futebol internacional.

– O Juninho é um ídolo da torcida e todos os vascaínos acompanham, assim como eu. É uma referência para mim nos chutes de fora da área, a batida que dava na bola. Ainda tenho que treinar muito e aperfeiçoar nesse fundamento.
Tenho acompanhado muito o De Bruyne do Manchester City. Sou fã do Guardiola e acompanho os times que ele treina – disse Caio.

Ainda com a timidez característica de jogadores iniciantes, Rodrigo foi mais econômico nas palavras, mas manteve a linha.

– Eu me espelho muito no Juninho pelos chutes e passes precisos ali no meio de campo. Além de ser ídolo do clube, admiro por tudo que conquistou no Vasco e no futebol.

A transmissão também teve como convidado o volante Souza, atualmente no Al-Ahli Jeddah, da Arábia Saudita. Em quase duas horas de conversa, os quatro falaram de temas como o amor pelo Vasco, planos para a carreira e moemntos marcantes em campo.