Ídolo do Real pede paciência com Vinícius Jr.

Michel Salgado durante evento da Fifa (Michael Regan – FIFA/FIFA via Getty Images)

Por Guilherme Dorini, de Londres (ING)

Contratado por 45 milhões de euros (R$ 215 milhões na cotação atual), Vinícius Jr. é pedido constante dos torcedores do Real Madrid neste começo de temporada, principalmente quando o desempenho do time não atinge o esperado. Julen Lopetegui, técnico da equipe, no entanto, prefere ter um pouco mais de paciência com o brasileiro, que ainda não possui nenhum minuto em campo pela equipe principal. A ideia é compartilhada por Michel Salgado, que esteve presente nesta segunda-feira (24) no The Best, evento realizado pela Fifa em Londres para anunciar os melhores atletas da última temporada. O ex-lateral direito, e hoje auxiliar técnico do Egito, fez questão de elogiar o atacante, mas pediu paciência em seu processo de amadurecimento.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

“A pressão não é boa para os jogadores jovens. Foi colocado uma pressão muito grande [em Vinícius Jr.]. O Real Madrid não é qualquer equipe, é uma equipe que leva tempo, que possui uma pressão diferente. Ele é um garoto que custou 45 milhões de euros quando ninguém o conhecia, mas é um garoto que já vimos jogar na segunda equipe e que possui algo diferente. Um drible espetacular, velocidade… Não temos dúvidas que é um grande investimento para o futuro”, disse, antes de opinar sobre sua entrada na equipe principal.

“Temos que considerar o que podemos fazer agora com ele. Existe uma pressão exagerada no treinador e nele… Precisa ter calma, dar, pouco a pouco, minutos para ele… Talvez, por que não, tentar encontrar uma equipe forte na Espanha, onde ele possa se desenvolver sem tanta pressão, jogar mais regularmente”, sugeriu Salgado.

“Meu ponto de vista é que essa pressão não é boa. Essa pressa do Brasil, dos torcedores, não é boa para o jogador. Ele é muito jovem, mostrou muito no Brasil, mas são lugares diferentes, a maneira como se joga, como se defende por aqui. É preciso ter muita calma, mas é um jogador excepcional, um talento que não se vê no mercado, que fazem a diferença”, acrescentou.

Apesar dos elogios, Salgado admite que, no momento, o cenário não é muito animador para Vinícius Jr. “Ele entraria na linha de três ofensiva, que possui nomes como Benzema, Gareth Bale, Lucas Vásquez, Mariano, que chegou agora… Neste momento, vai ser muito difícil para Vinícius encontrar um lugar para jogar regularmente”.

Marcelo como espelho

Jogador do Real Madrid por 10 anos, entre 1999 e 2009, Salgado atuou com muitos brasileiros, entre eles, Marcelo, que chegou ao clube em 2007, com 19 anos, tão novo quanto Vinícius.

“Me lembro do Marcelo quando chegou, era uma criança, e ninguém tinha expectativas sobre ele. Foi uma contratação que chegou junto com [Fernando] Gago, que era o destaque, e Higuaín e Marcelo eram os menos conhecidos. A princípio, sofria muito defensivamente, principalmente na lateral, mas era muito bom ofensivamente. Fomos conversando com ele, ajudando na adaptação… E ele soube esperar seu momento”, recordou.

Salgado ainda diferenciou o momento dos dois atletas brasileiros e fez questão de dizer que Marcelo será o melhor exemplo para Vinícius. “Primeiro, Marcelo não tinha a pressão que o Vinícius tem, era um jogador para o futuro e ninguém colocava pressão para ele jogar. Começou a treinar com o grupo, ganhou alguns minutos, começou como meio-campista, melhorou defensivamente, depois virou lateral e mostrou todas as suas condições, que são incríveis”.

“Marcelo, que é um dos capitães do time, pode mostrar o caminho para Vinícius, pode o manter tranquilo, falar com ele para esperar o momento exato, esperar estar se sentindo forte e preparado, para, aí sim, jogar em uma equipe como o Real Madrid”, completou.

Leia mais:
– Boleiros pelo Mundo: De chance em liga pequena à seleção da Armênia
– Várias estrelas dos games já se arriscaram no futebol
– Palmeiras da Era Felipão lidera Brasileirão com enorme folga