Idosa é encontrada morta a facadas em casa, no Complexo do Alemão

O Globo
·1 minuto de leitura
Pedro Teixeira / Agência O Globo / 20-12-2019

RIO — Uma idosa foi encontrada morta em casa, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, neste domingo. O corpo de Hilda do Nascimento, de 65 anos, tinha marca de facadas na barriga. A residência dela, na localidade conhecida como Largo do Bulufa, estava revirada. De acordo com relatos de moradores da região, a família da vítima acionou a Polícia Civil para fazer uma perícia no local, mas a corporação não enviou equipe.

O corpo de Hilda foi retirado de casa por homens da Defesa Civil e levado para o Instituto Médico Legal (IML). Parentes foram até lá na manhã desta segunda-feira para fazer a liberação. Segundo moradores do Alemão, a idosa morava sozinha e era uma pessoa muito reservada.

A Polícia Civil informou, em nota, que "não há possibilidade de fazer perícia no local onde a mulher foi morta sem que haja confronto com traficantes". E destacou que "a Polícia Civil planeja a melhor forma de acessar o local para evitar tiroteios, sem colocar em risco a vida dos moradores e dos policiais". A corporação não esclareceu se já há investigação aberta para apurar o assassinato da idosa.

Hilda foi a segunda mulher assassinada a facadas no Alemão num intervalo de duas semanas. No último dia 29, Roberta Pedro de Oliveira, de 26 anos, foi morta na localidade das Casinhas. O principal suspeito do crime é o marido de Roberta, Paulo Soares, que se entregou à polícia no dia seguinte. Ele não aceitaria o fim do relacionamento com Roberta e teria motivado o feminicídio. Na ocasião, a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) realizou uma perícia no local do crime.