Idoso é preso por furtar lojas de roupa; vídeo mostra ação em estabelecimento na Zona Sul

A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de realizar uma série de furtos a lojas de roupa do Rio. Valmir Alves de Oliveira, de 66 anos, foi flagrado por agentes da 12ª DP (Copacabana) logo após praticar o crime em um estabelecimento situado na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul.

Ele foi preso no fim da manhã da última terça-feira com cinco peças de roupa infantil ainda no cabide, avaliadas em R$ 210, com etiqueta de uma loja próxima e sem apresentar nota fiscal das mesmas. No estabelecimento em questão, o furto acabou confirmado.

Após a prisão, os investigadores identificaram Valmir como o ladrão que aparece no vídeo de outra ocorrência, acontecida menos de uma semana antes, no dia 15 de junho. Na ocasião, uma página com notícias do bairro chegou a divulgar a gravação do circuito interno.

As imagens, registradas pouco antes das 16h, mostram um homem de calça e camisa ao lado da porta da loja, que fica na Rua Barata Ribeiro, também em Copacabana. Ele para diante de uma arara de roupas femininas e aguarda por vários segundos, olhando para dentro do estabelecimento e aparentando querer se certificar de que ninguém o observava.

Em seguida, ele pega pelo menos três peças e deixa o local em seguida, com os cabides na mão. Toda a ação dura apenas um minuto.

De acordo com a Polícia Civil, Valmir é apontado como o autor de pelo menos três furtos com dinâmicas semelhantes. Além das duas ocorrências em Copacabana, ele também teria praticado o mesmo crime em um loja no Centro da cidade.

Preso em flagrante pelo crime de furto, que tem pena de 1 a 4 anos de reclusão, Valmir passou nesta quarta-feira pela audiência de custódia, na qual obteve liberdade. O juiz Rafael de Almeida Rezende determinou que ele compareça em juízo uma vez por mês e que não se aproxime do estabelecimento comercial vítima do delito.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos