Coronavírus: exame de idoso morto em Niterói dá positivo, segundo prefeito

Foto: Andre Borges/NurPhoto via Getty Images

O Estado do Rio de Janeiro registrou a primeira morte causa pelo novo coronavírus. Em entrevista à TV Globo, Rodrigo Neves, prefeito de Niterói, confirmou que um primeiro exame acusou a presença do covid-19 em um idoso de 69 anos, morto na terça-feira (17). Ainda será feita a contraprova.

Embora o prefeito Rodrigo Neves tenha confirmado o teste do idoso morto como positivo, o Governo do Estado do Rio de Janeiro ainda trata o caso como suspeito.

Leia também:

O idoso morreu no Hospital Icaraí por choque séptico e pneumonia. De acordo com a instituição, um enteado da vítima, que não foi atendido no local, veio de Nova York, nos Estados Unidos, com teste positivo.

"O paciente, além da idade, possuía comorbidades que o colocaram no grupo de risco", informa o hospital.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Ainda segundo o hospital, "o quadro do paciente evoluiu com insuficiência respiratória aguda, sendo imediatamente submetido à entubação orotraqueal e colocado em ventilação mecânica. Ele veio a óbito às 19h08 desta terça-feira (17)".

A prefeitura de Niterói registra seis casos confirmados do novo coronavírus em residentes do município. Todos eles tiveram passagens recentes pelo exterior, estão isolados em casa e sendo monitorados.

O prefeito Rodrigo Neves determinou o fechamento do acesso às praias de Niterói. Além disso, praças públicas também serão fechadas. A medida estará vigente até o dia 6 de abril.

A última atualização do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta quarta-feira (18), registra quatro óbitos (todos em São Paulo), 428 casos confirmados e 11.278 casos suspeitos.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.