Idosos são maioria dos que saíram do mercado de trabalho na pandemia e não retornaram

Levantamento se concentrou nos brasileiros que estão fora da força de trabalho ativa. Foto: Getty Images.
Levantamento se concentrou nos brasileiros que estão fora da força de trabalho ativa. Foto: Getty Images.
  • Levantamento mostra que idosos compõem a maior parte da população brasileira que saiu do mercado de trabalho na pandemia e não retornou;

  • O número de pessoas na faixa etária mais velha que não estava trabalhando ou procurando emprego subiu de 22,4 milhões, no último trimestre de 2019, para 24,9 milhões nos três primeiros meses de 2022;

  • Pesquisa se concentrou nos brasileiros que estão fora da força de trabalho ativa.

Dados levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e compilados pela LCA Consultores apontam que os idosos compõem a maioria da população brasileira que saiu do mercado de trabalho na pandemia e não retornou.

O levantamento se concentra nos brasileiros que estão fora da força de trabalho ativa e apresenta pessoas com mais de 14 anos de idade que não estão ocupadas e nem procurando emprego, tanto formal quanto informal.

Leia também:

No último trimestre de 2019, antes da pandemia de Covid-19, a população brasileira sem trabalho totalizava 61,6 milhões de pessoas.

Já no primeiro trimestre de 2022, o grupo estava 6% maior, chegando a 65,5 milhões. Houve um aumento de quase 3,9 milhões de pessoas na condição.

No recorte por idade, o levantamento mostra que brasileiros com 60 anos ou mais empurraram o número adiante.

A parcela de pessoas na faixa etária mais velha que não estava trabalhando ou procurando empregou subiu de 22,4 milhões, no último trimestre de 2019, para 24,9 milhões nos três primeiros meses de 2022, ou seja, um aumento de 2,6 milhões de pessoas sem ocupação profissional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos