Ilha de bilionário deve receber primeiro ‘posto elétrico’ da Tesla no Havaí

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Ilha de Lanai, no Havaí. (Foto: Getty Images)
Ilha de Lanai, no Havaí. (Foto: Getty Images)

Uma pequena ilha paradisíaca no Havaí, quase totalmente comprada pelo bilionário da tecnologia Larry Ellison – o excêntrico fundador da empresa de software Oracle – caminha para ser a primeira localidade havaiana a receber um posto de recarga elétrico da Tesla.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Isso apesar de a ilha ter apenas 3,2 mil residentes, e pouco menos de 50 quilômetros de estradas pavimentadas, segundo reportagem do Business Insider.

Leia também:

Acontece que Ellison é próximo de Elon Musk, o outro bilionário excêntrico dessa história, cofundador e atual executivo-chefe da Tesla. Ellison inclusive faz parte do conselho da empresa, que fabrica veículos elétricos e painéis solares, parte do grupo de empresas de alta tecnologia controladas por Musk, que incluem ainda a SpaceX, a Neuralink e a Boring Company.

Ellison é um veterano do Vale do Silício, e fez fortuna nos anos de explosão da indústria de software junto a outros grandes nomes dessa geração como Bill Gates e Steve Jobs – de quem era amigo pessoal.

O fundador da Oracle anunciou que irá se mudar definitivamente para a ilha de Lanai, a menor habitada do arquipélago, que ele comprou em 2012 por cerca de US$ 300 milhões, ou cerca de R$ 1,5 bilhão na atual cotação.

Lá, ele pretende estabelecer uma “comunidade economicamente viável e totalmente sustentável”, baseada em tecnologias avançadas de motores elétricos e painéis solares – tudo conectado à Tesla, que já fornece as soluções instaladas na ilha.

Ellison é também dono de um resort de luxo no local, e de uma “fazenda” de plantas hidropônicas cuja energia elétrica vem de 1,6 mil painéis solares fornecidos pela Tesla.

Segundo a Forbes, a fortuna do fundador da Oracle é hoje estimada em cerca de US$ 88 bilhões, ou R$ 459 bilhões na cotação atual.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube