Imóveis apreendidos pela Lava-Jato em bairros nobres do Rio devem ser leiolados ainda neste ano

·1 minuto de leitura

RIO — Entre os 90 imóveis apreendidos no decorrer da Operação Lava-Jato pelo Brasil, vários estão em bairros nobres do Rio de Janeiro, como Leblon e Botafogo, na Zona Sul, e Barra da Tijuca e Recreio, na Zona Oeste. Agora, após autorização da 12ª Vara Federal de Curitiba, eles devem ser leiloados pelo Ministério da Justiça ainda em 2021. A informação foi noticiada pela "Folha de S. Paulo" neste domingo, dia 23.

Segundo o jornal, serão vendidos 48 imóveis vindos da Operação Câmbio, Desligo! e outros 42, da Operação Dolce Vita, incluindo os localizados em outros estados. Um dos mais valorizados está no Leblon e é estipulado em R$ 7 milhões. O apartamento em questão pertencia a Rafael Libman, então operador do doleiro Dario Messer.

Há ainda seis apartamentos com vista para o mar na avenida Lúcio Costa, na Barra. Cada um deve custar cerca de R$ 2 milhões, sendo que cinco eram de Messer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos