Imagens mostram destruição do Planalto e ação de golpistas sem resistência

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.01.2023 - Golpistas invadem o STF (Supremo Tribunal Federal). (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.01.2023 - Golpistas invadem o STF (Supremo Tribunal Federal). (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Imagens do circuito interno de câmeras do Palácio do Planalto mostram os atos de depredação e vandalismo promovidos pelos manifestantes golpistas durante invasão das sedes dos três Poderes no domingo (8). Eles tiveram tempo para recarregar celulares, gravar vídeos e alguns indicaram conhecer o prédio histórico.

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) promoveram um grande ato golpista, no qual avançaram sobre as forças de segurança e invadiram o Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. Deixaram um rastro de destruição por onde passaram.

As novas imagens, divulgadas no domingo (15) pela TV Globo, mostram uma turba disposta a destruir totalmente o Palácio do Planalto, investindo contra móveis e obras de arte.

Uma das imagens mostra um homem usando uma barra aparentemente de ferro para danificar um quadro do pintor Di Cavalcanti. Outro sai batendo indiscriminadamente nos vidros de mesas que exibem documentos históricos. O homem nem para para ver a destruição que deixou para trás.

Outra imagem mostra um homem jogando no chão um grande relógio que pertenceu ao rei de Portugal Dom João 6º. A peça histórica estava no terceiro andar, o mesmo em que fica o gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Esse mesmo manifestante golpista usa uma camiseta com o rosto do ex-presidente Jair Bolsonaro. Ele anda livremente pelo andar e tenta desligar o disjuntor, para cortar a energia elétrica. Ele também busca extintores de incêndio e os usa para tentar quebrar a câmera de segurança que flagrou a sua ação.

As imagens mostram que os militantes permaneceram, pelo menos, duas horas dentro do Palácio do Planalto. Alguns andam calmamente pelo palácio, sorrindo e fazendo gravações com telefones celulares. Há tempo para alguns deles sentarem no chão e recarregarem seus aparelhos.

Um dos homens tem entre seus pertences um soco inglês.

Depois há uma correria, indicando que forças de segurança podem estar chegando. Os golpistas então arremessam cadeiras contra as vidraças do palácio.

Em conversa com jornalistas, na quinta-feira (12), o presidente Lula disse que houve facilitação e que as portas do palácio foram abertas para os manifestantes golpistas.

"Eu estou esperando a poeira baixar. Eu quero ver todas as fitas gravadas dentro da Suprema Corte, dentro do palácio. Teve muito agente conivente. Teve muita gente da PM conivente. Muita gente das Forças Armadas aqui de dentro coniventes. Eu estou convencido que a porta do Palácio do Planalto foi aberta para essa gente entrar porque não tem porta quebrada. Ou seja, alguém facilitou a entrada deles aqui", afirmou.