Novas imagens mostram bolsonaristas quebrando obras de arte durante invasão golpista

Câmeras de seguranças flagraram bolsonarista destruindo patrimônio durante invasão golpista em Brasília - Foto: Reprodução/TV Globo
Câmeras de seguranças flagraram bolsonarista destruindo patrimônio durante invasão golpista em Brasília - Foto: Reprodução/TV Globo

O “Fantástico” exibiu neste domingo imagens exclusivas da violência praticada por bolsonaristas radicais na invasão do Palácio do Planalto, no dia 8 de janeiro. Cenas gravadas por câmeras de seguranças do circuito interno do Planalto mostram os golpistas destruindo obras de arte, quebrando vidraças e arrancando as cortinas da sede do Poder Executivo.

Uma das imagens mostra a tela do pintor carioca Di Cavalcanti, considerado um dos maiores nomes do modernismo brasileiro, levando sete golpes em sequência de um mesmo homem.

Embora tenha sido avaliada em R$ 8 milhões, segundo o galerista e curador Max Perlingeiro, especialistas afirmam que a obra tem um “valor simbólico agregado”, que pode superar o montante estimado.

Câmeras de seguranças flagraram bolsonarista destruindo patrimônio durante invasão golpista em Brasília - Foto: Reprodução/TV Globo
Câmeras de seguranças flagraram bolsonarista destruindo patrimônio durante invasão golpista em Brasília - Foto: Reprodução/TV Globo

Outra peça histórica destruída foi o relógio de Baltazar Martineu, relojoeiro francês do século XVII que trabalhou para o rei francês Luís XIV, trazido ao Brasil por Dom João VI em 1808. As cenas exibem um homem vestido com uma camiseta de Bolsonaro derrubando o objeto com força no chão.

O golpista, cujo rosto não está escondido, ainda tenta quebrar a câmera de segurança com um extintor, mas não consegue.