Imposto de Renda: Receita Federal abre consulta a terceiro lote de restituições nesta sexta-feira, às 10h

Começa nesta sexta-feira (dia 22), a partir das 10h, o período de consulta ao terceiro lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2022. Os valores serão liberados para 5.242.668 contribuintes, no valor total de RS 6,3 bilhões. Esta leva de devoluções inclui ainda restituições residuais de exercícios anteriores.

Do montante liberado, R$ 285.789.146,12 serão destinados àqueles com prioridadede recebimento garantida por lei, sendo 9.461 idosos acima de 80 anos, 62.969 pessoas entre 60 e 79 anos, 6.361 cidadãos com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 29.540 contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério.

Foram contempladas ainda 5.134.337 pessoas não prioritárias que entregaram a declaração anual até o dia 3 de maio deste ano.

Os pagamentos serão feitos no próximo dia 29. Os pagamentos da restituição começaram em 31 de maio e vão até setembro (veja o calendário no final).

Como consultar

Para saber se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal na internet (www.gov.br/receitafederal), clicar em "Meu Imposto de Renda" e, em seguida, em "Consultar a restituição".

A página apresenta as orientações e os canais de prestação do serviço, permitindo uma consulta simplificada ou uma consulta completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC.

Caso identifique alguma pendência na declaração, o contribuinte pode retificar a declaração, corrigindo as informações que eventualmente estejam equivocadas.

Além do site da Receita, também é possível consultar o andamento da restituição pela plataforma Gov.br. Ao entrar na página, o contribuinte deve clicar no botão "Iniciar", de cor verde no destaque na tela e, na nova janela, inserir os dados e avançar. Outros serviços digitais da plataforma Gov.br podem ser acessados por meio da opção "Serviços" no menu do site.

O pagamento da restituição é realizado diretamente na conta bancária informada na declaração de Imposto de Renda. Se, por algum motivo, o crédito não for realizado (por exemplo, a conta informada foi desativada), os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil (BB).

Neste caso, o cidadão poderá reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, acessando o endereço https://www.bb.com.br/irpf ou ligando para a central de relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de um ano, deverá requerê-lo pelo Portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu "Declarações e Demonstrativos", clicando em " Meu Imposto de Renda" e "Solicitar restituição não resgatada na rede bancária".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos