Imprensa internacional repercute descoberta de corpos na busca por Dom e Bruno no Amazonas

O jornal britânico The Guardian, para o qual escrevia o jornalista Dom Philips, afirma em seu site nesta quarta-feira (13) que "corpos que se teme serem os do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Pereira foram encontrados na Amazônia uma semana após o desaparecimento da dupla, segundo diplomatas brasileiros." Outros veículos também reportaram a informação em vários países do mundo.

"Um assessor do embaixador brasileiro no Reino Unido deu a notícia à família Phillips durante uma ligação telefônica na segunda-feira cedo", reporta o Guardian.

"Ele disse que queria que soubéssemos que tinham encontrado dois corpos", disse Paul Sherwood, o cunhado de Phillips ao site do jornal britânico. "Ele não descreveu o local e apenas disse que era na floresta tropical e disse que eles estavam amarrados a uma árvore, e que ainda não haviam sido identificados", lamentou Sherwood.

Informações "confusas"

"Mas há uma enorme confusão sobre o paradeiro dos dois, que desapareceram em uma área remota da Amazônia brasileira", publica, também nesta segunda-feira, o diário espanhol El País. "A esposa do repórter alegou inicialmente que eles eram os corpos das pessoas desaparecidas. E fontes da Univaja, uma associação formada por povos indígenas com a qual Pereira colaborou, confirmaram a informação a este jornal, mas depois voltaram atrás", publica.


Leia mais

Leia também:
Desaparecimento de jornalista do Guardian e indigenista brasileiro na Amazônia tem repercussão internacional
ONU pede mais esforços para encontrar jornalista britânico e indigenista brasileiro desaparecidos na Amazônia
Amazônia: ONG pressiona TPI a julgar Bolsonaro por crime contra humanidade

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos