Imprensa paraguaia classifica de infâmia suspensão do país do Mercosul

A imprensa destacou neste sábado a decisão do Mercosul de suspender o Paraguai do bloco até abril de 2013, devido à destituição de Fernando Lugo da Presidência e a inclusão da Venezuela no bloco.

Leia também:
Paraguai rejeita suspensão de Unasul e 'avaliará sua continuidade' no bloco
Empresários brasileiros acusam Argentina de matar Mercosul
Dois agricultores morrem na fronteira com Paraguai

"Infâmia da Tríplice Aliança contra o povo paraguaio", era a manchete do jornal ABC, o de maior tiragem do país. "Colocam a Venezuela no Mercosul pela janela", acrescentou o jornal com um desenho de página inteira de um gorila, em alusão ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, entrando pela janela de uma casa com a indicação "Mercosul", empurrado pelas caricaturas dos presidentes dos três sócios do Paraguai no bloco, sob os aplausos de seu ex-presidente Fernando Lugo.

Em um editorial, o ABC considerou que os países do Mercosul "venderam o quarto sócio (Paraguai) para entregar a posição de membro pleno do grupo ao gorila Hugo Chávez, que com seus petrodólares se encarregará de 'agradecer' oportuna e generosamente o 'gesto' de seus devedores Cristina Fernández de Kirchner (presidente argentina), Dilma Rousseff (presidente do Brasil) e José Mujica (presidente do Uruguai)".

"Suspensão do Paraguai permite o ingresso da Venezuela no Mercosul", indicou em sua capa o diário Ultima Hora, acrescentando que o governo paraguaio classificou de ilegal a sanção antes de anunciar ações.

"Nova Tríplice Aliança suspende o Paraguai e inclui a Venezuela", ressaltou o jornal La Nación, em sua capa.

"Lugo comemorou a punição e assegura que é contra a classe política", indicou antes de assegurar que a situação "não deixa de ser uma oportunidade para que o Paraguai pense seriamente sobre sua permanência neste bloco, que não rendeu o menor benefício em 20 anos de vigência".

A Tríplice Aliança é uma referência à união entre Brasil, Uruguai e Argentina na Guerra do Paraguai, travada entre 1864 e 1870, e que terminou com a derrota paraguaia e a morte de grande parte de sua população, sobretudo masculina, além da perda de uma grande parcela de seu território para Brasil e Argentina.

Argentina, Brasil e Uruguai decidiram suspender o Paraguai como membro do Mercosul até as eleições de abril de 2013, sanção que também foi adotada pela União de Nações Sul-Americanas (Unasul), o organismo político regional que o Paraguai integra ao lado de outros 11 países.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias