As impressionantes fotos coloridas que o Perseverance está enviando de Marte

Jonathan Amos - BBC
·4 minuto de leitura
Perseverance vista do foguete que o ajudou
Robô Perseverance quando estava pousando em Marte, visto do foguete que auxiliou em sua descida

A Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, divulgou algumas imagens incríveis enviadas de Marte pela missão do robô Perseverance.

Uma das fotos mostra o veículo a caminho de pousar no planeta vermelho. O registro foi capturado pelo foguete que ajudou o Perseverance a descer de maneira controlada em direção à superfície marciana.

Após as primeiras horas, o robô já possui uma grande quantidade de dados em seus bancos de memória que estão sendo gradualmente transferidos para a Terra.

Outra das novas imagens é a enviada por um satélite na órbita de Marte, que registrou o momento em que o robô desceu com seu paraquedas.

Isso representa uma grande conquista técnica porque o satélite Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) estava a aproximadamente 700 km do Perseverance naquele momento.

A Nasa disse que vai disponibilizar mais imagens nos próximos dias.

Estarão incluídos no material vídeos curtos, filmados durante a sequência de entrada, descida e pouso, todos com som.

O Perseverance se posicionou em uma cratera marciana quase equatorial conhecida como Jezero, na qual procurará por sinais de vida microbiana passada.

Adam Steltzer, engenheiro-chefe da Nasa responsável pela missão, disse que a foto da descida do Perseverance se tornaria uma imagem icônica na história da exploração espacial.

Foto colorida de Marte enviada pelo robô Perseverance
Esta foi uma das primeiras imagens coloridas enviadas pela Perseverance

"Você pode ver a poeira sendo levantada pelos motores. Provavelmente estava cerca de 2 metros acima da superfície de Marte", disse ele.

"Dá para ver os fechos mecânicos que prendem o robô no estágio de descida: três linhas retas que levam ao convés superior. E depois o cordão umbilical que envia todos os sinais elétricos da descida para o computador dentro do robô".

Tudo em ordem

Segundo os engenheiros da Nasa, o Perseverance goza de boa saúde.

Todo o hardware deve ser avaliado para verificar se não houve danos durante a descida de quinta-feira (18), na perigosa passagem da atmosfera marciana para a superfície do planeta.

As imagens mais detalhadas da cratera de Jezero chegarão na próxima semana depois que o Perseverance levantar seu mastro de navegação, que carrega as principais câmeras científicas.

Perseverança vista de um satélite em Marte
Na imagem ampliada, a Perseverance pode ser vista descendo para a cratera Jazero com a ajuda de um paraquedas.

"Assim que o mastro for implantado com sucesso, no sábado, vamos obter muitas imagens. Faremos um panorama do convés do robô. E também faremos um panorama completo da paisagem ao redor", disse Pauline Hwang, gerente de missão estratégica de superfície do Perseverance.

As tecnologias de pouso colocam o robô bem próximo de seu alvo, cerca de 2 km a sudeste do que resta de um antigo rio que se formou na beira de um lago.

Ele fica em um terreno plano na borda de duas superfícies geológicas diferentes: uma lisa, onde o robô está agora e contendo rochas vulcânicas escuras, e uma mais íngreme, que possui rochas com grandes quantidades de olivina, um tipo de mineral.

A equipe da Nasa estava ansiosa para começar a explorar a cratera, disse Katie Stack Morgan, outra cientista envolvida no projeto.

Mesmo agora, com apenas este primeiro conjunto limitado de imagens, existem rochas fascinantes para analisar, disse ela a jornalistas.

Perseverance
Perseverance é uma tonelada de alta tecnologia: sete instrumentos, várias câmeras, microfones e uma grande furadeira

"Estamos selecionando diferentes cores, tons e texturas para tentar descobrir o que essas rochas podem representar e que processo de deposição essas rochas podem ter tido na superfície de Marte", explicou.

"Cânion de Chelly"

O local de pouso do Perseverance fica em um espaço que a equipe da Nasa chamou informalmente de 'Cânion de Chelly', em homenagem ao monumento nacional de mesmo nome no Estado americano do Arizona.

Uma das rodas do Perseverance
Este registro mostra uma das rodas do Perseverance

Qualquer rocha que o robô investigar nessa área quadrada de 1,2 km por 1,2 km também receberá nomes relacionados ao parque americano.

Sua missão inicial durará um ano marciano (aproximadamente dois anos terrestres), embora seja difícil pensar que a agência se limitará a isso, se as estruturas permanecerem em boas condições.

Além de procurar por sinais de vida, outro objetivo principal do Perseverance é coletar amostras de rochas que podem ser devolvidas à Terra em missões subsequentes.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!