Imran Khan alvejado em comício pela realização de eleições antecipadas

O ex-primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, foi alvejado durante um comício pela realização de eleições antecipadas.

Um atirador abriu fogo sobre o camião de campanha que transportava Imran Khan, esta quinta-feira, ferindo-o e atingindo alguns dos seus apoiantes, disse um conselheiro próximo e membro da polícia.

A mesma fonte indicou que Khan foi baleado na perna e não ficou gravemente ferido.

A identidade do atirador, que foi preso no local, não foi imediatamente revelada. Nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pela ação.

De acordo com as autoridades, o ataque ocorreu no distrito de Wazirabad, na província de Punjab oriental, onde Khan viajava num grande comboio de camiões e carros em direção à capital, Islamabad, como parte da sua campanha destinada a forçar o governo a realizar eleições antecipadas.

O ataque aconteceu menos de uma semana depois de Khan ter iniciado a sua marcha a partir de Lahore, a capital da província de Punjab, juntamente com milhares de apoiantes.

Desde que foi derrubado por uma moção de censura no Parlamento, em Abril, Khan alega que foi alvo de uma conspiração engendrada pelo seu sucessor, o primeiro-ministro Shahbaz Sharif, e pelos Estados Unidos - afirmação que tanto o novo primeiro-ministro como Washington negaram.

O ataque sublinhou a crescente instabilidade política no Paquistão.

Os poderosos militares do país disseram que embora Khan tenha o direito democrático de realizar um comício em Islamabad, ninguém será autorizado a desestabilizar o país.

As autoridades em Islamabad já implementaram um dispositivo de segurança adicional em redor da cidade para dissuadir quaisquer confrontos ou violência.