Imran Khan promete lutar pelo Paquistão "até à última gota de sangue"

O ex-primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, prometeu lutar pelo país "até à última gota de sangue."

Khan reapareceu, este sábado em Rawalpindi (arredores de Islamabade), em carne e osso perante uma multidão de apoiantes e insistiu na convocação de eleições antecipadas.

Foi a primeira aparição pública desde a tentativa de assassinato de que foi vítima, no passado dia 3 de novembro, em que acusou o sucessor.

Em abril, Khan tornou-se no primeiro chefe de governo a ser derrubado com uma moção de censura no Parlamento.

Foi impedido pela comissão eleitoral nacional de se candidatar à liderança do executivo nas próximas eleições porque não declarou o dinheiro da venda de presentes oferecidos por líderes internacionais quando era primeiro-ministro.