Inédito no Brasil, livro do novo vencedor do Oceanos é vendido por mais de R$500 na internet

·1 min de leitura

RIO - Poucas horas após o anúncio de que havia vencido a última edição do Oceanos, um dos principais prêmio de literatura lusófona, o romance "O plantador de abóboras" apareceu em sebos online a preços exorbitantes.

Não se trata de uma edição rara ou autografada. Acontece que o livro não existe no mercado brasileiro. Publicado em Portugal pela editora abysmo,"O plantador de abóboras" ainda não foi editado no Brasil. Até o fechamento desta matéria, ele chegou a ser anunciado por R$ 530 em uma loja virtual.

No site da editora abysmu, um exemplar novo do romance sai muito mais em conta. Está até na promoção: baixou de €16 para €14.40 (cerca de R$ 90). Mais ou menos o mesmo valor anunciado em outras livrarias portuguesas.

"O plantador de abóboras" acompanha a longa espera de uma mulher por seu noivo. Através de suas memórias, descortina-se um século de História do Timor Lestre, país castigado por sucessivas guerras. O veterano autor Luís Cardoso mistura lendas e fatos, memória e História, mostrando como os conflitos afetaram a população do país.

O Oceanos contempla títulos de todos os países lusófonos. Esta foi a primeira vez que um escritor do continente asiático recebeu o prêmio. Luís Cardoso receberá R$ 120 mil.

O Oceanos ainda recompensou o brasileiro Edimilson Pereira, segundo lugar pelo romance "O ausente", e o português Gonçalo M. Tavares, terceiro lugar por "O osso do meio". O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 8, em cerimônia transmitida pelo site e pelo canal do YouTube do Itaú Cultural, responsável pela governança do prêmio. Eles receberão, respectivamente, R$ 80 mil e R$ 50 mil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos