Incêndio atinge aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Um incêndio de grandes proporções atingiu um galpão do aeroporto internacional Tom Jobim, o Galeão, na zona norte do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (18). Não houve feridos, segundo a concessionária RIOgaleão.

Na redes sociais, moradores publicaram imagens da densa fumaça escura vista de diversos bairros da cidade e de outros municípios, como Duque de Caxias.

O Corpo de Bombeiros informou que foi chamado às 13h46 através do quartel da Ilha do Governador e depois acionou mais nove quartéis para dar conta do fogo, entre eles os grupamentos de operações aéreas e suprimento de água.

Em nota, o órgão disse que não foi acionado oficialmente pela administração do aeroporto -o que a concessionária nega-, pelo número 193, e que a brigada de incêndio do Galeão "tentou combater as chamas sem o apoio da corporação, permitindo que o fogo se alastrasse".

"O Corpo de Bombeiros soube do incêndio graças à busca ativa nas diversas mídias e com isso conseguiu chegar a tempo de isolar as chamas no local aonde iniciaram, afastando o risco de propagação para a área da Base Aérea", diz o comunicado.

O RIOgaleão, por sua vez, afirma que a brigada do aeroporto atuava "em conjunto com o Corpo de Bombeiros" para combater o incêndio, que atingia um módulo de um galpão localizado próximo ao terminal de cargas.

O aeroporto informou que o incidente não provocou impactos em voos e entregas. Segundo a concessionária, "não houve impacto na operação de pouso e decolagem do aeroporto, tampouco na integridade das cargas".

Ainda segundo o RIOgaleão, o Corpo de Bombeiros foi acionado de imediato assim que recebeu o alerta do incêndio, às 13h44.

"A concessionária reforça que cumpre todos os protocolos de excelência de segurança operacional que regulamentam a atuação aeroportuária no país, e reitera a importância da parceria com o Corpo de Bombeiros nas ações preventivas e nas de emergência. As causas do incêndio ainda serão apuradas", diz comunicado.