Incêndio atinge oca do Parque Lage, que teve parte da cobertura queimada

·1 minuto de leitura

Um incêndio atingiu a oca Kupixawa do Parque Lage, construída em 2014 pelo povo indígena Huni Kuin, na noite desta sexta-feira, dia 25, por volta das 20h15. Cerca de 20 bombeiros do quartel do Humaitá estiveram no local, e às 20h35 o fogo já estava controlado. Não houve vítimas. No entanto, na manhã deste sábado, às 10h09, o Corpo de Bombeiros foi acionado mais uma vez para o local.

A Central de Ocorrências da Corporação afirma que deve ter surgido outro foco de incêndio, o que é normal mesmo após o resfriamento da área incendiada, e que deve ter sido vista uma fumaça, mas que não há perigo do fogo propagar para a mata ou outras áreas do parque.

No site e nas redes sociais da Escola de Artes Visuais do Parque Lage foi publicado um comunicado sobre o incidente que consumiu parte da cobertura da oca. De acordo com a mensagem, foram os próprios funcionários do local que acionaram os Bombeiros e que ainda não é possível determinar as causas nem a extensão dos danos à estrutura da construção. A oca ficará interditada por tempo indeterminado até que as providências de reabertura sejam integralmente adotadas para a total segurança dos frequentadores. O Parque Lage funcionará normalmente, das 9h às 17h e a visitação à área verde está mantida, assim como os agendamentos para acessar o Palacete, as Cavalariças e a Capelinha.

A Oca Kupixawa do Parque Lage foi construída de forma colaborativa, desde o financiamento para a construção até a própria montagem da estrutura, em 2014.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos