Incêndio atinge parque de cerrado na Grande SP, e fuligem chega à capital

·2 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Um grande incêndio atingiu neste domingo (22) o Parque Estadual Juquery, em Franco da Rocha, na região metropolitana de São Paulo. Segundo a prefeitura da cidade, as chamas já devastaram mais de metade da área do parque.

A administração municipal diz que, segundo relatos, o incêndio foi causado por um balão. Nas redes sociais, a prefeitura pede ajuda de socorristas com experiência para tentar conter o incêndio. Por volta das 16h15, os bombeiros tinham cerca de 90 brigadistas, sete viaturas e um helicóptero dedicados ao combate do fogo. A Defesa Civil enviou 112 homens.

Localizado nos municípios de Caieiras e Franco da Rocha, o Parque Estadual do Juquery tem uma área de quase 2.000 hectares e preserva o último fragmento de cerrado da região metropolitana de São Paulo. O símbolo do parque é a seriema, uma ave típica do cerrado.

Nas redes sociais, paulistanos reclamaram da fuligem em casa em locais como Santa Cecília, Tucuruvi, Ipiranga e Bom Retiro, além da mudança de coloração no céu. As buscas pelo termo "fuligem" no Google também tiveram um aumento repentino na tarde deste domingo, sobretudo em Santo André, São Paulo e São Bernardo do Campo.

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da prefeitura de São Paulo confirmou que o problema foi causado pelo incêndio no parque em Franco da Rocha. "A fuligem desse incêndio está sendo transportada pelo vento de quadrante norte para a capital paulista", disse.

Nas redes sociais, paulistanos reclamaram da fuligem em casa em locais como Santa Cecília, Tucuruvi, Ipiranga e Bom Retiro, além da mudança de coloração no céu. As buscas pelo termo "fuligem" no Google também tiveram um aumento repentino na tarde deste domingo, sobretudo em Santo André, São Paulo e São Bernardo do Campo.

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da prefeitura de São Paulo confirmou que o problema foi causado pelo incêndio no parque em Franco da Rocha. "A fuligem desse incêndio está sendo transportada pelo vento de quadrante norte para a capital paulista", disse.

O CGE vem alertando para o risco de queimadas e incêndios florestais diante da baixa umidade relativa do ar neste fim de semana. Às 11h30 deste domingo, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil decretou estado de atenção na capital. No mesmo horário, a cidade registrou sua temperatura média máxima, de 29,2°C.

Segundo o CGE, devido a um bloqueio atmosférico, a massa de ar seco e quente sobre os estados do Sudeste e Centro-Oeste vai continuar até a próxima quinta (26), impedindo o avanço das frentes frias. "Dessa forma, o predomínio é de muitas horas de sol, calor e baixa umidade do ar na Capital paulista".

A expectativa é que novos recordes de temperatura do inverno 2021 sejam batidos, com o ápice do calor previsto para a metade da semana. "Os percentuais de umidade permanecem longe do ideal, com valores mínimos próximos ou abaixo dos 20%, no período da tarde", diz a previsão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos