Incêndio atinge pavilhão do Riocentro, após queda de balão

Uma queda de balão provocou um incêndio no pavilhão 3 do Riocentro, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no último sábado, dia 2. Não havia evento no local e ninguém ficou ferido. O fogo foi rapidamente contido, mas o sobrevoo de balões na região, que é uma prática proibida, preocupa a administração do local.

Este é o segundo incêndio no Riocentro provocado por queda de balões. Em julho de 2018, o telhado do mesmo pavilhão foi destruído por um incêndio de grandes proporções. O prejuízo foi R$ 38 milhões e o pavilhão ficou fechado para perícias e obras por oito meses.

Em 2020, a direção do Riocentro fez uma representação junto ao Ministério Público pedindo que investigue e cobre providências do governo do Estado no combate aos crimes de fabricar, vender, transportar ou soltar balões no Rio de Janeiro.

“Suplicamos por providências dos órgãos de fiscalização e combate a essa prática criminosa antes que uma tragédia aconteça e pessoas percam a vida. Verificamos quedas de balões durante o ano inteiro tanto aqui no Riocentro quanto no Parque Olímpico e no Aeroporto de Jacarepaguá. Esses grupos não fazem questão de se esconder, se exibem em redes sociais, soltam balões e correm atrás deles livremente. É preciso que haja investigação e punição, a fim de desestimular a prática. Estamos no auge da temporada em que a atividade clandestina toma proporções preocupantes”, diz Gustavo Gregati, diretor jurídico do Riocentro, em nota.

A administração ainda calcula o prejuízo com o incêndio. Por conta do volume de balões na região, a empresa diz que passou a deixar uma equipe de brigadistas de plantão no telhado do hotel do centro de convenções para monitorar os céus e acionar a brigada do Riocentro e o Corpo de Bombeiros o mais rápido possível.

Segundo um levantamento feito pela empresa, desde 2019 foram avistados 2.340 balões sobrevoando o centro de convenções. Desses, 178 caíram na região próxima ao espaço e 76, dentro do centro de exposições.

A agenda de eventos do local está mantida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos