Incêndio atinge Teatro Castro Alves, maior de Salvador

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Um incêndio atingiu o Teatro Castro Alves, em Salvador, no início da tarde desta quarta-feira (25). O fogo começou por volta das 13h30, quando uma fumaça preta começou a sair do canto inferior direito do telhado do prédio que abriga o teatro.

O fogo controlado no meio da tarde desta terça e bombeiros ainda atuavam no rescaldo dos últimos focos de incêndio. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, o incêndio atingiu o espaço acima da laje e um trecho do último pavimento do prédio que abriga o teatro. A Sala Principal não foi atingida.

Ao menos três viaturas do Corpo de Bombeiros, com apoio de um carro-pipa, atuaram no combate ao fogo nas imediações do teatro, que fica na praça do Campo Grande.

O prédio foi evacuado e não há registro de vítimas. Ainda não se sabe a causa do incêndio.

Em nota a direção do Teatro Castro Alves informou que "até o momento, não foi identificado fogo nas dependências internas do equipamento".

Inaugurado em 1967, o Teatro Castro Alves pertence ao Governo da Bahia, que também faz a gestão do complexo que além da Sala Principal inclui ainda Sala do Coro, Concha Acústica, Foyer, Centro Técnico, Vão Livre, Jardim Suspenso e Café Teatro.

O complexo do Teatro Castro Alves é tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) desde novembro de 2013.

A obra foi iniciada em julho de 1957 e foi concluída em junho de 1958. A inauguração estava marcada para 14 de julho, mas cinco dias antes o prédio que abriga a Sala Principal foi destruído por um incêndio de causas desconhecidas.

O teatro foi reconstruído em uma nova obra que durou nove anos e atravessou três gestões estaduais. Foi oficialmente inaugurado em 4 de março de 1967.