Incêndio em ala de Covid-19 deixa quatro pacientes mortos em UPA de Aracaju

·2 minuto de leitura

RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Um incêndio na ala de Covid-19 nesta sexta-feira (29) em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da rede municipal de Aracaju deixou quatro pacientes mortos. Outros 35 precisaram ser transferidos às pressas.

A prefeitura de Aracaju não informou o número de feridos. Havia 60 doentes na unidade. Uma mulher de 77 anos morreu durante o processo de remoção para um hospital de urgência da rede pública estadual.

A identidade das pessoas mortas não foi divulgada. As chamas na unidade Doutor Nestor Piva, na zona norte da capital sergipana, tiveram início por volta das 6h30.

No local, dez doentes aguardavam na fila para acessar uma vaga de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em outros hospitais.

Concebidas para prestar atendimento a pacientes em casos de urgência e emergência, UPAs têm sido transformadas em hospitais improvisados diante da escassez de vagas na crise sanitária provocada pela Covid-19. Em São Paulo, algumas UPAs chegaram a triplicar seus leitos, ocupando até consultórios.

Aracaju sofre com pacientes em filas para conseguir um leito de UTI há mais de três meses. Das 115 vagas disponíveis na capital sergipana, 97% estão ocupadas. Há 22 doentes graves aguardando.

Em abril, o Ministério Público de Sergipe, por meio de uma ação civil pública, acionou a Justiça Federal para que a União, o estado e o município implantem novos leitos de UTI até que a fila esteja zerada.

Não adiantou. Na última semana, 22 leitos foram fechados. Além da ampliação de vagas, os promotores pediram a transferência urgente dos pacientes que esperavam vaga.

Até o momento, a hipótese mais provável é de que o incêndio tenha sido ocasionado por um curto-circuito no sistema de refrigeração. Houve dificuldades na remoção de pacientes porque todos estavam acamados.

Muitos doentes e acompanhantes ficaram ainda mais debilitados após inalar fumaça. O incêndio foi controlado ainda na manhã desta sexta.

Em nota, a gestão municipal informou que está em tratativas para buscar nova unidade de atendimento em substituição aos leitos do Nestor Piva.

“O reabastecimento de oxigênio nos leitos municipais está garantido pela empresa que fornece o produto e a Secretaria Municipal da Saúde está ampliando as escalas de trabalho para assegurar a assistência necessária à população aracajuana nos equipamentos da rede municipal de Saúde”, comunicou.

A prefeitura destacou que estruturou um espaço para atendimento psicológico e de informações para familiares dos pacientes e trabalhadores do hospital.

A área onde ocorreu o incêndio está isolada, e o espaço não atingido será equipado para atendimento ao público.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos