Incêndio em plataforma da mexicana Pemex deixa cinco mortos e dois desaparecidos

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Posto de combustíveis na Cidade do México

Cinco pessoas morreram, seis ficaram feridas e outras duas estão desaparecidas após um incêndio registrado no domingo em uma plataforma marítima da Petróleos Mexicanos (Pemex), confirmou a empresa estatal nesta segunda-feira (23).

"Registramos a lamentável morte de cinco pessoas, seis feridos e dois desaparecidos. Entre os mortos, um é trabalhador da Pemex e quatro da empresa COTEMAR, há dois desaparecidos da empresa Escritório de Monitoramento de Condições e Integridade", disse em coletiva de imprensa o diretor da Pemex, Octavio Romero.

"Os seis feridos estão sendo atendidos em hospitais", e deles um está em "estado grave de saúde", acrescentou Romero.

O acidente ocorreu às 17h10 (horário de Brasília) de domingo na Plataforma E-Ku A2 do Centro de Processo Ku-A, localizada na Sonda de Campeche, durante tarefas de programas de manutenção.

Alguns dos trabalhadores que perderam a vida "desenvolviam atividades de manutenção preventiva e limpeza das linhas de cabeças de sucção e descarga de gás dos compressores de bomba pneumática", continuou Romero.

"Continuamos na busca exaustiva pelas pessoas desaparecidas, na inspeção das instalações para avaliar os danos e iniciar uma análise (...) para determinar a origem" do incêndio, que foi controlado uma hora depois de começar, disse Romero.

A plataforma realiza tarefas de recepção, compressão e entrega de gás em poços para produção de petróleo e também gera energia elétrica.

"Desejamos de todo coração que os feridos se recuperem e aqueles que estão sendo identificados como desaparecidos apareçam", expressou o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira.

jg/jla/mr/aa/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos