Incêndio em unidade de pacientes de covid-19 deixa 14 mortos na Macedôna do Norte

·2 minuto de leitura
Policiais e bombeiros inspecionam o local do incêndio (AFP/Arbnora MEMETI)

Ao menos 14 pessoas morreram em um incêndio em uma unidade para pacientes de covid-19 de um hospital da Macedônia do Norte, anunciaram as autoridades do país dos Bálcãs.

O incêndio começou na quarta-feira à noite após uma explosão na nova unidade de pacientes de covid-19 no hospital de Tetovo, noroeste do país.

"Uma tragédia enorme ocorreu na unidade de covid-19 de Tetovo", anunciou o primeiro-ministro, Zoran Zaev, que seguiu imediatamente para a pequena cidade.

"Uma explosão causou um incêndio. O fogo foi apagado, mas muitas vidas foram perdidas", lamentou o chefe de Governo.

Ao menos 14 pessoas faleceram na tragédia, anunciou o Ministério Público nesta quinta-feira. O primeiro balanço citava 10 vítimas fatais.

"Os promotores ordenaram uma autópsia para identificar as 14 pessoas mortas e continuamos investigando para determinar se há outras vítimas", afirmou o MP em um comunicado. "Nenhum membro da equipe médica está entre os mortos", acrescentou.

A tragédia aconteceu no momento em que a ex-república iugoslava celebrava o 30º aniversário de sua independência com festividades na capital Skopje, como um desfile militar e um concerto da filarmônica nacional.

As chamas destruíram parte das estruturas modulares construídas recentemente no centro hospitalar para receber pacientes de covid-19. O governo não divulgou o número de pessoas que estavam na unidade, que tem capacidade para 35 pessoas.

As autoridades não determinaram o que provocou a explosão. Uma investigação está em curso.

"A luta pela vida acontece sempre e todos os serviços se sacrificam para salvar as pessoas", disse o primeiro-ministro Zaev, que expressou "profundas condolências aos parentes e amigos dos falecidos".

O incêndio foi notificado por volta das 19h00 GMT aos bombeiros, que afirmaram ter controlado as chamas em 45 minutos.

"O incêndio foi enorme porque o hospital é modular e tinha muito plástico", afirmou o vice-comandante dos bombeiros de Tetovo, Saso Trajcevski.

"Removíamos as vítimas enquanto apagávamos as chamas", completou.

Doze pacientes que estavam nas estruturas modulares foram levados para os edifícios principais do hospital de Tetovo, segundo o jornal Sloboden Pecat.

A unidade modular que atende pacientes com covid foi construída no ano passado no complexo hospitalar de Tetovo, cidade de 52 mil habitantes, muitos dos quais fazem parte da minoria albanesa da Macedônia do Norte.

O país, de 2 milhões de habitantes e com serviços de saúde precários, registrou recentemente um aumento do número de infectados pelo novo coronavírus devido à variante delta, com a média de 30 mortes por dia.

A pandemia provocou mais de 6.100 óbitos no país.

Os hospitais estão à beira do colapso em algumas cidades, em particular naquelas com baixas taxas de vacinação.

str-ev/mlb/mas-es/zm/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos