Incêndio que atingiu dezenas de casas no Caribe hondurenho é controlado

·1 minuto de leitura
Vista de um incêndio na ilha de Guanaja, no turístico Ilhas da Bahia, Honduras, em 2 de outubro de 2021 (AFP/anuar acosta)

No sábado, equipes de combate a incêndios controlaram um incêndio que queimou 90 casas e afetou outras 120 na ilha turística de Guanaja, no Caribe hondurenho, informaram as autoridades.

"Controlamos 100% deste incêndio”, disse em entrevista coletiva o chefe da Comissão Permanente de Contingência (Copeco) do governo, Max Gonzales.

Em vídeos veiculados pela mídia local era possível ver a área devastada, na qual ainda haviam colunas de fumaça.

Gonzales afirmou que, de acordo com o relatório preliminar, houve "90 casas destruídas, 120 casas danificadas (...)" e três feridos. Cerca de 2.500 residentes foram diretamente atingidos pelos danos aos edifícios, acrescentou.

“Montamos dois abrigos”, em uma escola e uma igreja, e “estamos trabalhando na ajuda humanitária que chegará muito em breve à ilha” para os afetados, anunciou.

“Minha solidariedade está com vocês, irmãos de Guanaja. Não os deixaremos sozinhos”, tuitou o presidente Juan Orlando Hernández.

O incêndio começou nas primeiras horas da manhã, por motivos ainda a serem determinados, em residências à beira-mar e rapidamente se espalhou para outras casas e comércios, segundo os bombeiros.

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram como as chamas devastaram dezenas de construções, enquanto os vizinhos, com a ajuda de policiais, retiravam camas, móveis e os poucos pertences antes que o fogo os atingisse.

A presidência hondurenha informou em um comunicado que 400 pessoas foram evacuadas.

Guanaja, de 19 km2, cujos 6.000 habitantes vivem principalmente do turismo, é um dos três maiores territórios das turísticas Ilhas da Bahia. Os outros são Roatan e Útila.

nl/rsr/gf/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos