Incêndio do Parlamento da África do Sul é controlado; um suspeito foi preso

·1 min de leitura

Foram mais de 24 horas de chamas que devastaram o prédio do Parlamento da África do Sul, na Cidade do Cabo. O incêndio começou na madrugada de domingo e só foi controlado na manhã desta segunda-feira (3). Debaixo dos escombros, ainda não se sabe a extensão dos estragos causado pelo fogo. As autoridades ainda não sabem se o incêndio foi acidental ou criminoso, mas um homem de 49 anos foi preso.

Com informações de Claire Bargelès, correspondente da RFI na Cidade do Cabo

O fogo começou por volta das 5 horas de domingo, afetando a parte mais antiga do prédio, construída em 1884, com salas cobertas por madeira de lei. As chamas só foram controladas no início desta segunda, após um dia inteiro de trabalho das equipes de bombeiros.

Não se sabe o que começou o incêndio, razão de muita suspeita na África do Sul. De acordo com os primeiros elementos da investigação, o incêndio começou em duas áreas distintas. As autoridades não descartam nenhuma hipótese, o incêndio pode ter sido acidental ou criminal.

O que se sabe é que os dispositivos de prevenção e combate a incêndios não funcionaram, entre eles, um sistema automático de esguicho que estava com as válvulas de água fechadas, segundo as autoridades.

Ainda no domingo, um homem de 49 anos foi preso, suspeito de "invasão de propriedade, roubo e incêndio". Ele estaria em posse de alguns itens roubados do prédio, após ter entrado ilegalmente no complexo. O homem vai ser apresentado a um tribunal na terça-feira (4).

Fachada e biblioteca sobreviveram

(RFI e AFP)


Leia mais

Leia também:
África do Sul: grande incêndio destrói o Parlamento da Cidade do Cabo
Após descobrir ômicron, África do Sul tem queda de casos de Covid e reduz restrições

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos