Incêndios chegam a Estado mais populoso da Austrália

Os incêndios florestais que atingem a Austrália deste sexta-feira chegaram a Nova Gales do Sul, o Estado mais populoso do país, nesta terça-feira, forçando os moradores a deixarem as áreas mais afetadas. Por causa das altas temperaturas e do fogo que se espalha rapidamente, as autoridades alertaram sobre condições "catastróficas" no país.

Hoje, os termômetros registraram 44,8 graus Celsius em algumas partes de Nova Gales do Sul e chegaram a 42,5 graus Celsius em certas áreas de Sydney. Ventos fortes aumentavam a possibilidade de os focos se espalharem por áreas ainda maiores.

Mais de 130 focos foram registrados no Estado, sendo que cerca de 40 deles são descritos como fora de controle, o que ameaça residências e outras propriedades.

"A ameaça de incêndio em Nova Gales do Sul está entre severa e catastrófica hoje e nossa primeira preocupação é em relação à segurança e às necessidades das pessoas atingidas diretamente", disse Nicola Roxon, advogado-geral da Austrália. O governo pede que os moradores preparem kits de emergências, que incluam lanternas, suprimentos médicos e rádios de pilha.

Em Bega, região localizada na costa sul de Nova Gales do Sul, as temperaturas subiram 15 graus em menos de uma hora nesta terça-feira, aumentando de 23 graus Celsius às 8h (horário local) para 37,8 graus às 9h.

Moradores das áreas mais afetadas foram alertados para que busquem abrigo e a primeira-ministra Julia Gillard pediu que os residentes fiquem atentos e sigam os conselhos dos serviços de emergência. Nenhuma morte foi registrada.

Avisos de condições "catastróficas", o nível mais alto de alerta, foram entraram em vigor para as regiões de Illawarra, Shoalhaven, Southern Ranges e Riverina no sul do estado. Além disso, uma série de alertas de emergência foram disparados em outras áreas.

Há registros de incêndios também no Estado de Victoria e no Território da Capital Australiana, onde fica a sede do governo federal. No Estado da Tasmânia, região mais afetada pelo fogo, um novo alerta de emergência foi emitido levando os moradores a se deslocarem para áreas mais seguras.

Equipes de emergência da Nova Zelândia estão a caminho para oferecer ajuda. Mais de 100 propriedades foram destruídas depois de o fogo atingir a península da Tasmânia. O montante é mais de 60% maior que a estimativa inicial. As informações são da Dow Jones.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias