Incêndios em MS queimam ao menos 3.750 hectares em Bonito e Jardim

·2 minuto de leitura

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Menos de um ano depois de ser atingido por uma série de grandes incêndios, o fogo volta a castigar o estado de Mato Grosso do Sul. O Corpo de Bombeiros conseguiu neste domingo (11) controlar queimada iniciada na sexta-feira (9) que destruiu área de 3.750 hectares em uma das regiões mais turísticas do estado, nos municípios de Bonito e Jardim.

Um outro incêndio, no entanto, segue avançando no município de Porto Morrinho, a 70 quilômetros de Corumbá, em outra área também turística do estado, o Pantanal. Os focos nesta região estão próximos a pontos de pesca à direita do rio Pantanal, conforme informações dos bombeiros.

Uma sucuri de aproximadamente cinco metros e 80 kg foi encontrada morta em Bonito durante inspeção feita pelos bombeiros após a extinção de parte das chamas. O animal não conseguiu fugir do fogo, conforme a corporação.

Os bombeiros atuam na região desde a noite de sexta. Equipe de 50 homens foi enviada para o combate ao fogo, além de 11 viaturas e duas embarcações.

No sábado (10), dois aviões adaptados para o lançamento de água contra os focos passaram a ser utilizados na operação. Um outro foco de incêndio foi localizado nas proximidades do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, mas os bombeiros afirmam que a área já foi colocada em segurança.

No incêndio que atinge a região próxima a Corumbá, os bombeiros afirmam haver dificuldade no combate às chamas pelo fato de a vegetação na região ser muito fechada e contar com árvores de maior porte, como acuris, caraguatás e coqueiros. Conforme a corporação, a vegetação da área aliada ao tempo seco impedem que o fogo seja contido mais rapidamente.

A corporação tem na região 79 bombeiros e 15 veículos específicos para o combate a incêndios. As equipes estão acampadas em fazendas em pontos estratégicos para o monitoramento e combate às chamas. Nessa região o fogo teve início no sábado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos