Incêndios em rápido movimento forçam retirada de milhares de moradores nos EUA

Por Kanishka Singh

WASHINGTON (Reuters) - O rápido incêndio McKinney no norte do Estado norte-americano da Califórnia, perto da fronteira com o Oregon, forçou 2 mil moradores a serem retirados de suas casas enquanto destruía infraestrutura crítica desde que começou na sexta-feira.

Já o maior incêndio na Califórnia até agora este ano, o McKinney Fire no condado de Siskiyou queimou 12 mil a 16 mil hectares. O incêndio estava cerca de 1% contido a partir de sábado, de acordo com os dados mais recentes compartilhados pelas autoridades.

Mais de duas décadas de seca e temperaturas crescentes, agravadas pelas mudanças climáticas, tornaram a Califórnia mais vulnerável do que nunca aos incêndios florestais. Os dois anos mais devastadores registrados foram em 2020 e 2021, com base no número de hectares queimados.

O condado de Siskiyou, lar da Floresta Nacional de Klamath, tem uma população de cerca de 44 mil habitantes, de acordo com o censo norte-americano.

Este é o segundo grande incêndio florestal enfrentado pela Califórnia nesta temporada após o Oak Fire perto do Parque Nacional de Yosemite, que destruiu mais de 7.500 hectares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos