Incêndios florestais expulsam milhares de pessoas de casa na Europa

Milhares de pessoas estão saindo de suas casas na França e Espanha após registro de grandes incêndios florestais neste sábado. O Sul da Europa vem sendo castigado por onda de calor, com temperaturas passando dos 45°C.

Onda de calor: Reino Unido se prepara para temperatura recorde

Ondas de calor: Europa cozinha em calor devastador enquanto queima mais carvão

Mais de 14 mil pessoas tiveram que ser removidas devido aos dois incêndios que eclodiram na última terça-feira no Sul do departamento de Gironde, que tem Bordeaux como capital, e onde até o início da tarde de sexta 7.650 hectares de floresta haviam sido queimados.

Na Espanha, na região de Málaga, pelo menos três mil pessoas tiveram de ser retiradas de suas casas. As temperaturas elevadas provocaram 360 mortes em seis dias.

No outro incêndio do departamento, em Landiras, 4.500 mil hectares foram queimados. Além disso, várias estradas foram bloqueadas na área e uma casa foi destruída em Guillos.

Nenhum dos incêndios está controlado. Mais de 1.100 bombeiros tentavam controlar as chamas neste sábado. As autoridades esperam conseguir dominar totalmente as chamas este domingo.

Os serviços meteorológicos preveem que nos próximos dias muitas cidades do interior da França devem ultrapassar temperaturas de 40°C. Em Paris, isso deve acontecer na segunda e terça-feira. No último alerta meteorológico, 38 dos 96 departamentos da França foram listados em alerta "laranja".

O Ministério da Saúde de Portugal disse que 238 pessoas morreram como resultado da onda de calor entre 7 e 13 de julho, a maioria deles idosos com doenças prévias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos