Incêndio atinge sede do Instituto Serum, na Índia, um dos maiores fabricantes da vacinas do mundo

·1 minuto de leitura
Incêndio atinge maior fabricante de vacinas da Índia - Foto: Redes Sociais/ Reprodução
Incêndio atinge maior fabricante de vacinas da Índia - Foto: Redes Sociais/ Reprodução

Um incêndio atinge nesta quinta-feira (21) um prédio da sede do Instituto Serum, principal produtor de vacinas da Índia e um dos maiores do mundo.

A fabricante comanda a produção no país das vacinas contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca.

A sede da farmacêutica na cidade de Pune foi atingida pelo fogo, mas, de acordo com o jornal “Times of India", o incêndio ocorre em uma planta que ainda está em construção, não afetando assim a produção de vacinas contra o novo coronavírus.

Ainda segundo o jornal, a produção de vacinas está “a salvo". O fogo estaria atingindo o quarto e o quinto andares do edifício que fica no Terminal 1 do Instituto Serum.

"A instalação de produção de vacinas não foi afetada e isso não afetará a produção", declarou uma fonte do Instituto Serum à AFP, ressaltando que o fogo atingiu de fato uma área em construção.

É exatamente da Índia que o Brasil aguarda a vinda de dois milhões de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca. O lote é fabricado Instituto Serum, mas aguarda autorização do governo indiano para ser exportado.

Ainda não há informações oficiais sobre vítimas, mas o Corpo de Bombeiros e a Polícia já se encontram no local.

A Índia é o segundo com mais números de casos de Covid-19 no planeta (atrás apenas dos Estados Unidos). Com 10 milhões de casos confirmados, no entanto, o país registra uma taxa de mortalidade baixa em relação a outras nações do globo. O novo coronavírus já matou mais de 152 mil pessoas no país.