Incidente em mina no Canadá deixa 39 funcionários da Vale presos; operação de resgate já foi iniciada

·1 minuto de leitura

A Vale informou que 39 funcionários canadenses que estão presos desde domingo após um incidente em uma mina na cidade de Sudbury, em Ontário, no Canadá, estão bem e que espera que a operação de resgate, que já foi iniciada, termine na noite desta segunda-feira.

"Todos estão seguros, com acesso a água, alimentos e remédios", disse a empresa em nota. "Os empregados sairão por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da empresa."

De acordo com a mineradora, os funcionários ficaram presos depois que "uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft (poço) e, com isso, indisponibilizando o meio de transporte dos empregados".

No momento do ocorrido, na tarde de domingo, os funcionários estavam no subsolo e foram imediatamente para os postos de refúgio. A Vale ainda acrescentou que está se comunicando frequentemente com os funcionários desde o incidente. De acordo com o jornal Toronto Star, os funcionários estariam entre 900 e 1.200 metros de profundidade.

Os funcionários sairão do local por meio de um "sistema de escada de saída secundária", com ajuda da equipe de resgate da empresa, disse a mineradora. As ações da Vale no Brasil caíram após a notícia do incidente.

Pascal Boucher, coordenador em Sudbury do sindicato Metalúrgicos Unidos, disse que os funcionários conseguiram fazer ligações do poço da mina, tanto para se comunicar com as equipes de resgate quanto para ligar para parentes.

— Embora estejam um pouco entediados e não haja nada para fazer, eles estão indo muito bem — disse Boucher ao Toronto Star.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos