Indígenas fazem em SP ato em defesa da Amazônia e de biomas

Indígenas de diversas dinastias realizaram, hoje (4), na capital paulista, um ato em defesa da Floresta Amazônica e dos demais biomas brasileiros.

O evento, que teve início no parque Augusta, na região central de São Paulo, comemorou o Dia da Amazônia e o Dia Internacional da Mulher Indígena, celebrados no dia 5 de setembro.

A líder indígena Sônia Guajajara disse que cobrará dos políticos demarcação de territórios, soluções contra o garimpo ilegal, que causa poluição por mercúrio, e para o desmatamento. “Estamos de pé para dizer que não vamos recuar, que vamos aldear a política, aldear o Congresso Nacional”, disse.

No ato, as indígenas construíram um círculo com plantas e materiais da floresta que formavam os dizeres Amazônia é Mulher Indígena. Mulher Indígena é Amazônia. A manifestação seguiu, em caminhada, no início da tarde, do parque Augusta, até a Avenida Paulista.

Matéria alterada ás 17h para acréscimo de informação.