Indígenas Guajajara de 12 e 15 anos são baleados e internados em estado grave no Maranhão

RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Dois indígenas Guajajara adolescentes foram internados em estado grave após serem baleados na madrugada de segunda-feira (9) na rodovia MA-006, no interior do Maranhão.

O caso ocorreu na aldeia Maranauí, localizada entre os municípios de Arame e Grajaú, a 580 km da capital São Luís. A Polícia Civil do Maranhão investiga o caso.

As duas vítimas, de 15 e 12 anos de idade, saíam de uma festa quando foram baleadas por um homem que estava em um carro. A motivação é desconhecida, e ninguém havia sido preso pelo crime até a publicação deste texto.

Os adolescentes estão internados no Hospital Regional de Grajaú, segundo a Secretaria de Saúde do Maranhão.

Em nota, a Secretaria Estadual dos Direitos Humanos e Participação Popular afirmou que presta assistência aos familiares das vítimas e acompanha o caso junto ao delegado de polícia de Arame, Tiago Castro.

"Embora a proteção dos povos indígenas e a titularização dos territórios seja de competência da atuação direta do governo federal, [a gestão estadual] promove ações e programas que têm por objetivo a garantia da segurança dentro dos territórios e a permanência dessas comunidades", disse o Governo do Maranhão, em nota.

No estado existem 20 territórios indígenas, sendo 17 demarcados.