'Indústria Americana': Por dentro do 1º filme da Netflix com o selo de aprovação do casal Obama

Marina Fang

Quando a Netflix se reuniu com os veteranos documentaristas Julia Reichert e Steven Bognar para comprar o novo filme dos dois, Indústria Americana – em janeiro, o filme acabara de fazer sua aclamada estreia no Festival Sundance de Cinema ―, havia executivos da Higher Ground Productions presentes.

“Eles nos disseram quem eram. Nunca tínhamos ouvido falar da produtora”, recordou Reichert.

Vencedor do prêmio de direção em Sundance na categoria melhor documentário americano, o filme de Reichert e Bognar apresenta o que aconteceu em 2014, quando a Fuyao, empresa chinesa de vidros, reativou uma antiga fábrica da General Motors na periferia de Dayton, Ohio, perto de onde os dois cineastas vivem.

Como os co-diretores ficariam sabendo mais tarde, os executivos trabalhavam para a produtora do ex-presidente Barack Obama e primeira-dama Michelle Obama, criada em maio do ano passado juntamente com seu acordo com a Netflix.

Desde então os Obama não têm divulgado muito seu trabalho com a Netflix. Mas na primavera americana deste ano eles anunciaram sua primeira leva de projetos – vários filmes e séries, incluindo uma cinebiografia do abolicionista americano Frederick Douglass, uma série dramática de época da roteirista de Thelma e Louise, uma série documental baseada na coluna de obituários Overlooked, do New York Times, e uma série infantil sobre verduras.

À diferença de outros projetos dos Obama ainda em fase de gestação, Indústria Americana já estava pronto quando a Netflix e a Higher Ground a compraram, de modo que a produtora não participou da criação do documentário, segundo Reichert e Bognar. Mas eles são gratos pelo selo de aprovação dos Obama, que, para Bognar, provavelmente quer dizer “que o filme será conhecido e comentado num círculo muito maior do que seria o caso de outro modo”.

 Os co-diretores de Indústria Americana, Julia Reichert (esquerda) e Steven Bognar (direita). O documentário é o primeiro projeto da Netflix lançado sob a égide da produtora de Barack e Michelle Obama, Higher Ground Productions.

Em julho os documentaristas encontraram o ex-presidente e a ex-primeira-dama em Washington. Foi o dia antes de conversarem com o HuffPost, e no...

Continue a ler no HuffPost