Indústria britânica alerta que fábricas podem fechar sem ajuda com o preço do combustível

·1 minuto de leitura

LONDRES (Reuters) - Os produtores que mais usam energia no Reino Unido, incluindo fabricantes de aço, vidro, cerâmica e papel, alertaram o governo que, a menos que algo seja feito sobre o crescimento do preço do gás, eles podem ser forçados a fechar a produção.

Os preços do gás no atacado aumentaram 400% este ano na Europa, em parte devido aos baixos estoques e à forte demanda da Ásia, exercendo pressão especial sobre as indústrias intensivas em energia.

Chefes da indústria conversaram na sexta-feira com o ministro de negócios Kwasi Kwarteng, mas disseram que não houve solução imediata.

"Se o governo não tomar nenhuma ação, basicamente o que veremos para o setor de aço serão cada vez mais pausas na produção em determinados momentos do dia e essas pausas se tornarão mais longas", disse Gareth Stace, diretor-geral da UK Steel, à ITV News.

(Reportagem de James Davey)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos